a árvore da leitura

Comentários 22 Padrão

Eu sempre quis ter filhos leitores. Eu lia muito na infância, e aprendi a amar livros desde bem pequena. E eu queria muito que meus filhos também sentissem o prazer da leitura, aquela sensação maravilhosa de viajar a um mundo diferente, viver aventuras junto com os personagens e se perder nas páginas e capítulos de um livro.

Mas no ano passado achei que as crianças estavam muito preguiçosas pra ler por aqui, especialmente a mais velha, que já está com 7 anos e domina bem a leitura independente.

Como o pequeno sempre amou que eu lesse pra ele antes de dormir, ela acabava ouvindo junto a historinha dele e se enrolava pra ler os livros dela.

Então este ano, nos primeiros dias de janeiro, eu propus um desafio pra ela. Se ela conseguisse ler 50 livros ao longo de 2017 ela ganharia uma ótima recompensa no final do ano. Mas tinham que ser livros pra idade dela, com uma quantidade razoável de texto.

Ela topou, ficou curiosa pra saber o que era a recompensa, mas eu disse que é supresa (na verdade, eu ainda não sei o que será, mas estou pensando nisso… rs).

As aulas começaram e ela passou a trazer livros da biblioteca da escola, inclusive criou uma rotina diferente da turma da escola, que pega um livro toda sexta-feira. Ela passou a pegar outro às terças-feiras também. E anotar os nomes dos livros que leu todos num caderninho.

A novidade foi que o pequeno, de 5 anos, começou a querer ler sozinho os livros que ele traz da biblioteca também, ao invés de pedir pra eu ou pro Fá lermos pra ele (claro que os livros dele tem bem menos texto que os dela, bem coerentes com a faixa etária).

Editando: Pessoal, em função de alguns questionamentos, queria dizer que o Matias completa 6 anos no final deste mês. Além disso, ele é bem precoce na alfabetização. Ele demonstrou interesse muito cedo pela leitura e escrita, por acompanhar o processo de alfabetização da irmã, e isso aconteceu de forma natural. É absolutamente normal que uma criança de 5 anos não saiba ler. Em geral as crianças são alfabetizadas entre os 6 e 7 anos e não há nenhum motivo para preocupação ou necessidade de estímulo antes dos 7 anos.

Eu achei isso muito legal, e pra incentivar ainda mais esse hábito, resolvi colocar em prática uma ideia que vi há algum tempo no blog da Belinda Graham, o The Happy Home, que é uma grande inspiração de maternidade e craftices pra mim.

Trata-se de uma árvore de leitura, um conceito que achei muito lúdico e bonito.

Pra começar, é preciso uma parede, ou uma porta, ou um vidro que esteja livre. Eu escolhi uma parede do quarto de brincar aqui de casa, na escada que sobe pro mini mezanino onde guardamos alguns brinquedos maiores.

A ideia é muito simples, é só desenhar uma árvore sem folhas. Eu risquei com lápis primeiro e depois só preenchi com tinta. Eu usei tinta pra artesanato mesmo, dessas que se compra em potinhos bem pequenos, em lojas de materiais pra arte, pode ser acrílica fosca ou PVA, e usei pincéis simples, que na verdade são das crianças.

Não é difícil, gente. Eu fiz umas firulinhas na base, coloquei cogumelos, flores e um esquilinho, mas dá pra fazer só o tronco com os galhos, que é bem fácil.

Eu pesquisei no Google “desenho de árvore sem folhas“, escolhi uma e fiz mais ou menos parecida. Se você quiser fazer, a dica é passar o lápis bem fraquinho, que se você errar é só apagar com uma borracha branca, ou se estiver difícil use um pouco de saponáceo cremoso (tipo Sapólio) numa esponja úmida e depois passe um pano levemente molhado pra tirar o produto.

Na hora de pintar, se você errar alguma coisa, com esse tipo de tinta é só passar um paninho úmido enquanto ela não secar, que sai. Aí você espera secar a umidade e pinta de novo.

É realmente bem tranquilo de fazer, mas se você preferir pode recortar o tronco de E.V.A. ou cartolina marrom e fixar na parede com fita dupla face ou uma cola própria pra isso. Ou ainda pode comprar uma árvore de adesivo de vinil pronta, ou encomendar em algum lugar que corta uma dessas da pesquisa do Google Images.

Se você optou por fazer no vidro, pode usar uma caneta daquelas pra desenhar em vidro mesmo, que sai com um pano úmido, só lembre que você não vai poder limpar este vidro por algum tempo. E se você tem uma parede quadro-negro, dá pra desenhar com giz também. Fica bem legal.

Bem, resolvido o tronco, vem a parte das folhas. Eu comprei 4 tons de verde diferentes pra nossa árvore. Uma pra cada pessoa da casa. As crianças escolheram as cores preferidas delas e eu e o Fá ficamos com as outras duas.

Você pode, ao invés de uma cor pra cada membro da família, ir mudando as cores das folhas de acordo com a estação do ano, deixando laranja e amarela no outono, vermelha e cinza no inverno, verde bem clarinho na primavera e verde mais escuro no verão. Com certeza fica lindo também.

Eu desenhei uma folhinha que eu adoro, e sempre uso nos meus desenhos, e cortei usando a Silhouette. Mas isso também é totalmente dispensável, né? Você pode cortar folhas simples com a tesoura mesmo, na verdade, as crianças podem até ajudar nesta tarefa também, pra ser ainda mais divertido. Foi o que a Belinda fez na casa dela.

Mas se você quiser, segue o molde da minha folhinha:

molde folha

Depois das folhas recortadas, é só cada um registrar os livros lidos. Nós escrevemos o nome de quem leu, o nome do livro e a data que a leitura foi concluída. Decidimos registrar todos os livros que já lemos este ano, assim será nossa árvore de leitura de 2017, mas você pode começar a partir de agora, se não tiver registro dos livros de janeiro, fevereiro e março.

E então, vem a parte mais legal, que é colar a folha na árvore. :)

É só usar um pedacinho de fita dupla face, ela cola super bem em superfícies lisas. Deixe as crianças escolherem onde querem colar suas folhas, com certeza eles vão adorar.

E ao longo do tempo a árvore vai ficando cada vez mais cheia de folhas, já pensou que linda no final do ano?

Se você tem filhos pequenos, pode colar folhas também para os livros que você lê pra eles. Eles com certeza vão adorar. E essa ideia é muito legal para professores aplicarem em escolas, a partir do primeiro ou segundo ano. Já pensou quantas folhas na árvore de uma turminha com 20 ou 30 alunos?

Enfim, são muitas possibilidades, e todas elas lindas e com um objetivo muito legal, estimular pequenos leitores.

IMG_0142Aqui em casa eles estão super felizes com a árvore, e fazendo fila de livros pra ler. Então acho que o objetivo de estimular a leitura está sendo atingido, né?

Se você fizer a árvore, por favor me mostre, ok? E como eu recebi alguns pedidos de indicações de livros pra crianças, vou organizar um post sobre isso também.

Ah, e eu aproveitei o dia que fiz as fotos da árvore ainda sem folhas, e fotografei também este quarto, que eu ainda não mostrei por aqui. Então eu vou mostrar um pouco mais desse espaço em breve, tá bom?

Boas leituras pra vocês!

Lahna :)

o quarto da pequena artista – parte 1

Comentários 23 Padrão

Pra quem me acompanha, desde o comecinho, ou que leu o blog até seus primórdios, lá no começo de 2011, já conhece um pouco sobre a garotinha que dorme nesse quarto.

Este é o terceiro quarto que eu faço pra ela, com muito amor.

O primeiro foi o quarto dos Passarinhos e o segundo foi o quarto Lindo-Lindo.

Os móveis continuam todos os mesmos do segundo quarto, assim como alguns outros elementos decorativos. E há algumas poucas coisas que são ainda o primeiro quarto, do quartinho de recém nascida dela. Muita saudade, muito amor.

Ela cresceu, está com seis anos, e é uma menina delicada, meiga, querida e que ama artes. Ela é uma pequena artista.

Ela vê uma folha em branco e sua imaginação corre solta. Daquele material nascem desenhos, colares, fantasias, jogos, cartões e livros, muitos livros. Coisa mais linda de se ver.

Então, este quarto tinha que ser como as artes dela, colorido, feliz e cheinho de detalhes fofos. <3

Bem, antes de começar é preciso dizer que este é o post mais longo da história deste blog, com mais de cem fotos. Eu tentei resumir, mas vocês me conhecem, não sou uma pessoa de poucas palavras, e nem de poucas fotos. Então eu resolvi dividir o post em duas partes, ok?

Apresento a vocês, o quarto da pequena artista – parte 1! :)

quarto feliz 31

quarto feliz 41

Começando pela cama, que é a primeira coisa que se vê quando se entra no quarto, é a mesma cama de ferro, aquela, que eu mandei fazer com o serralheiro, lembram?

Então, atendendo ao pedido da ilustre moradora do quarto, eu pintei ela de rosa (eu queria coral, mas o quarto é dela, né?). :)

Tá, não foi tão simples assim, ok? Eu desmontei, carreguei, lixei a cama inteira com lixa de ferro, depois limpei, depois passei uma base branca especial pra ferro, esperei secar, e depois passei duas mãos de spray rosa, da MTN 94 cor chewing gum.  Gente, um trabalho… mas valeu a pena, porque ficou linda.

quarto feliz 371O papel de parede lindo, lindo, que eu vi pela primeira vez no studio da Ashley Ann (aliás, ela é uma grande inspiração pra mim em decoração e muitas outras coisas), eu aproveitei pra trazer quando fomos viajar, ele é da Higge & West e tem essas lindas andorinhas verde água com nuvens de sonho.

quarto feliz 251

quarto feliz 261

As bolinhas de feltro, que eu desejei pro quarto dos pequenos desde a primeira vez que vi no Pinterest, eu comprei pela Etsy na lojinha 8natur. Elas vieram da Alemanha e demoraram muito pra chegar, mas chegaram direitinho.

quarto feliz 1391

A colcha eu resolvi fazer toda branquinha desta vez. Porque sabia que ia ter muita cor no quarto, e achei que ia ajudar a equilibrar.

Mas como eu não consigo ser assim tão básica, coloquei grelô rosa na barra, pra dar um charminho.

Como sempre, quem fez pra mim foi a Rita da Espera Neném. Eu chego lá com minhas ideias maluquinhas e ela dá um jeito de fazer pra mim. Como escolhi esse tecido todo vasadinho, a colcha tem 4 camadas: tecido, forro, fibra e forro de novo. Às vezes eu acho que a Rita quer me matar, porque eu chego lá e peço tudo diferente do que ela costuma fazer, mas no fundo acho que ela gosta de fazer umas coisas assim de vez em quando. :)

quarto feliz 221As almofadas são todas coloridas e foram todas colocadas juntas meio que ao acaso.

Eu preciso confessar que eu não planejo os ambientes que eu vou decorar. Eu tenho uma ideia central na cabeça e vou achando coisas bonitas e vou juntando, juntando, sem me preocupar muito. Vou guardando tudo num armário, por muito tempo. Até que chega o dia de montar o quarto (gosto de fazer tudo num dia), e aí eu vou ver o que é que combina com o que.

Essa é a minha maior dificuldade em decorar para os outros. Como a pessoa vai confiar numa ideia que eu tenho só na caixola, e que vai mudando diariamente, numa confusão só… e que no final, na hora de colocar tudo junto, quem sabe se vai dar certo? Eu não tenho um projeto. O máximo que eu tenho é uma ideia central da disposição e das cores das coisas.

E essas almofadas foram assim, elas foram sendo escolhidas, uma de cada vez, sem nunca ter as outras como referência. E eu achei que elas ficaram perfeitas todas juntinhas, mas eu não tinha a menor ideia se isso ia dar certo até o dia de montar o quarto.

quarto feliz 321

Quatro delas eu achei na Zara Home, em ocasiões diferentes: a azul turquesa grandona, a branca com mini peixinhos coral bordados, a com a estampa mega colorida e acamento em fio aparente e a de crochê rosa coral. Foi depois de escolher essa última que eu decidi que esse quarto tinha que ter muito crochê.

Aí saí procurar uma crocheteira de mão cheia no Elo7, e achei a Banana-Cazza, que me encantou. E com ela eu comprei a almofada de crochê pipoca amarela.

As outras três foi a Rita quem fez pra mim também, com tecidos que eu tinha guardados aqui desde 2011. Quando eu vejo um tecido que eu gosto muito, eu compro um pedacinho e guardo pra usar um dia, sabe?

Esses tecidos são da coleção Bloom & Grow, da My Minds Eye para Riley Blake. Eu acho que deve ser difícil encontrá-los hoje em dia, porque essas coleções são limitadas, mas de qualquer forma eu comprei na Etsy também.

Fiz dois almofadões com acabamento em grelô branquinho (todo mundo sabe que eu amo grelô, né?), e uma almofada branquinha com detalhes em amarelo, com corações aplicados e acabamento em sianinha (adoro sianinha também).

quarto feliz 331E aí tem essas duas fofurinhas. :)

Eu tenho um amor imenso por nuvens felizes. Quem me segue no Instagram sabe que elas são um motivo recorrente nos lanchinhos que faço para as crianças.

Então eu queria muito almofadas de nuvens e acabei achando essa super fofolenta na lojinha Hannah Doodle, do Etsy. Antes de comprar lembre que elas vêm da Inglaterra, demoram muuuuito pra chegar e correm o risco de ser taxadas (mas nem sempre, as minhas não foram!).

quarto feliz 301

E essa fadinha de pano linda, de tutu e tudo mais, que é da Carolindinhas, feita pela Carol Filizola, que eu encontrei na Ontwerpquarto feliz 311

A mantinha colorida, que deu uma quebrada no branco da colcha eu também achei na Zara Home.

quarto feliz 231A ovelha Clarisse (acima) já faz parte da decoração desde o primeiro quartinho, e foi um presente querido da avó.

quarto feliz 521

Bem, e tem o tapete, que também é de crochê. :)

Eu andava de olho em um tapete pra esse quarto e não achava nada que eu gostasse. Até o dia que uma conhecida minha perdeu seu cachorrinho e resolveu divulgar fotos dele no Facebook.

Nas fotos, o cachorrinho estava deitado em cima do tapete de crochê mais lindo do mundo. Eu compartilhei a foto, na esperança de encontrarem o doguinho, o que felizmente aconteceu bem rapidinho, e depois que tudo estava resolvido eu escrevi pra ela perguntando onde ela tinha comprado o tal do tapete. Ela me respondeu que a mãe dela tinha feito e assim começamos a conversar, e, pra minha felicidade, a mãe dela concordou em fazer um pra mim! Eba! :)

Ela é professora de música, e me avisou que ia demorar, pois ia fazer entre as aulas, mas eu não tinha pressa, e valeu super a pena esperar por esse trabalho manual feito com tanto carinho.

quarto feliz 431O nome da artesã/professora de música é Jane Prodóssimo e o telefone dela é (41) 8435-0935. Super indico pelo carinho e capricho! :)quarto feliz 511

Voltando pra cama, em cima dela tem um montão de coisas super especiais. :)

quarto feliz 1351

Nessa paredinha aí tem muito amor envolvido.

quarto feliz 1361

Começando pelas letrinhas, elas são de papelão, super-duper leves, e eu pintei de dourado com o spray da MTN, que, depois que eu comprei deixou muitas coisas aqui de casa douradas, porque eu adorei brincar de Midas com ele.

Eu comprei as letras na Land of Nod, que é uma loja da rede famosona Crate & Barrel voltada para os pequeninos. Tudo é fofo demais, é até difícil olhar, porque dá vontade de sair comprando tudo. Eu comprei online mesmo, e uma pessoa de lá enviou pra mim.

Mas certeza que isso se encontra aqui no Brasil. Em MDF ou mesmo em isopor ou papelão. Eu aproveitei que estava comprando outras coisas, vi essas letras e joguei no carrinho de compras, mas vale procurar por aqui.

Ah, eu colei elas com aquelas fitas dupla face de prender quadros, sabe?

quarto feliz 351

Bem, agora vamos às casinhas.

Gente, sou apaixonada por casinhas, e quando a Ana da Casa que Minha Avó Queria lançou esse trio de casinhas na sua incrível Casa de Criação eu fui ao delírio! Tanto que nem sabia que cor escolher, e acabei comprando um trio que vinha com base preparada para receber qualquer pintura.

E aí, um belo dia, eu pintei com tintas da… ahã, MTN de novo. Usei as cores Emerald Green, Fever Red e Canarias Yellow. Só que mesmo depois de pintadas eu achei que faltava alguma coisa, e tive a ideia de forrar o fundo com os versáteis, lindos, coloridos e maravilhosos papéis de scrapbook, já que eu tenho um montão deles guardados aqui, esperando por um projeto feliz. E ficou bem do jeitinho que eu sonhava.

quarto feliz 1181

quarto feliz 1211

Na casinha verde, um papel de “sianinhas” coloridas, uma bonequinha que foi presente de viagem de uma pessoa querida e um pequeno porco espinho com cogumelo nas costas que eu trouxe de uma viagem também.quarto feliz 1271

quarto feliz 1261

Na amarelinha, papel floral e uma caixinha de música de coelhinho que toca “Além do Arco-íris”.

Tenho um encanto por caixinhas de música… elas me fazem lembrar daquela bailarina que rodopiava sem parar em cima do espelhinho da minha caixinha de música de menina, que tocava Pour Elise.

quarto feliz 1191

A caixinha eu também trouxe de uma viagem.quarto feliz 1311

Na vermelhinha, um papel de gotinhas de chuva coloridas, e um coelhinho saltitante de metal que funciona à corda, também trazido de viagem.

quarto feliz 1201

quarto feliz 1341

O terceiro coelhinho que fica pendurado na parede, também veio da mesma viagem, e é de cerâmica.

quarto feliz 361

Ainda tem o quadrinho com as informações do nascimento, que ficava sobre a cama também no Quarto Lindo-Lindo, quem lembra?

Só troquei a coroinha, que tinha ficado amassada por ter sido embalada, por uma borboleta.

quarto feliz 1231

quarto feliz 1321

E o anjinho da guarda, que ficava na porta do guarda roupa no quarto lindo-lindo.

quarto feliz 1281

Esse anjinho fofo é obra da Ana Cristina Christello, em 2009.

quarto feliz 1331

Além disso, nessa parede também ficaram dois quadrinhos, bem pequenos, que eu fiz a partir de cartões com ilustrações super delicadas da Sarah Jane Studios, que também tenho guardados desde 2012.

quarto feliz 1221

quarto feliz 1291

As molduras lindas são da Aliança Molduras, como sempre.

quarto feliz 1251

“Apenas fique pequena”. :)

E bem, pra encerrar essa primeira parte, o criado mudo.

quarto feliz 451

Na parte de baixo ficam todos os sapatos que ela tem em uso.

quarto feliz 481

Em cima tem a luminária de cupcake da Imaginarium, que ela adorou, e a fadinha de pano que comprei na Ikea em uma viagem.

Os blocos de madeira são antigos, da Little Sapling Toys.

quarto feliz 501

E o porta retrato de casinha, que é da Zara Home, com o dedoche de porquinho que foi presente da madrinha e está no quarto desde o Quarto dos Passarinhos.

quarto feliz 491

E bem, vou encerrar por aqui a primeira parte do tour deste quarto, que ainda tem muuuitas coisas lindas, porque preciso dormir e porque este post está enorme, né? Mas vou tentar postar a segunda (e última) parte nos próximos dias. :)

Uma feliz sexta-feira e ótimo final de semana!
Lahna :)

a festa dos monstrinhos

Comentários 44 Padrão

Eu conheço um monstrinho muito legal, que completou 3 anos poucos dias atrás.

E fiz uma festa bem colorida e monstruosamente fofa pra comemorar seu aniversário.

Essa festa não foi uma encomenda, e, como tive pouco tempo pra fazê-la em meio aos projetos que aceitei para o semestre, acabei optando por fazer as peças de papel impressas.

Eu não costumo fazer assim, os meus trabalhos geralmente não tem nada impresso, e quando tem, é só o mínimo necessário. Prefiro que seja tudo montado e construído através de recortes, acho que fica mais charmoso e artesanal, e é justamente por isso que consigo atender menos pedidos e que meu preço é mais alto que o de muitos outros profissionais.

Mas enfim, por praticidade acabei fazendo essa opção, e achei que ficou bem bacana, mesmo assim. :)

Muitas das ideias eu encontrei no Pinterest, em diversas festas de monstro lindonas que achei por lá. Algumas outras eu copiei da minha amiga Marina, que fez uma linda festa de monstrinhos pro filhote dela, o Olavo, e outras surgiram da minha caixola mesmo.

Pra quem gostar, eu vou disponibilizar os desenhos dos monstrinhos que criei pra essa festa em um outro post, ok?

E os fornecedores e links pras coisas que eu comprei, vou colocar lá embaixo depois de todas as fotos.

Então vamos à festa dos monstrinhos!

monstrengos 001

As cores principais foram laranja, azul, vermelho e verde, mas acabei usando um pouquinho de amarelo também.

monstrengos 002

A cortina foi feita com tiras de papel crepom cortadas em larguras diferentes. Ela foi presa no teto, por trás da parede da escada, com fita crepe larga, (mas pra quem não tem essa opção tem um tutorial que a Ana postou há algum tempo atrás, usando fita dupla face).

Como o papel crepom tem apenas 2 metros de comprimento, eu fiz uma emenda de mais 60 cm em cada uma das tiras pra ira até quase o chão.

monstrengos 021

O vento deu um movimento bem legal pra essa cortina, eu achei lindão o resultado.

monstrengos 005

O banner com o nome do aniversariante eu optei por colocar em frente à mesa, pois sobre a cortina ele não ficaria legal.

monstrengos 020

monstrengos 035

Coloquei olhos em todas as letrinhas, para transformá-las em monstrinhos também. Aliás, o segredo de uma festa de monstros é esse, colocar olhos em TUDO! :)

monstrengos 036

monstrengos 037

O bolo foi um show à parte. Além de ter ficado lindo, ele também era uma delícia! Foi feito pela minha amiga Lívia, vou colocar o link dela no final do post. Os olhos do monstro-bolo são cakepops, que também estava deliciosos.

monstrengos 008

A Lívia também fez outros cakepops, que foram tão disputados pelas crianças que na hora de cantar parabéns não tinha mais nenhum. :)

monstrengos 011

Usei cachepôs de flores pra colocar os cakepops, e seguindo a regra, coloquei olhos neles também.

monstrengos 010

Para deixar os cakepops em pé, eu fiz uma base de argila que coloquei dentro do cachepô, e depois cobri com arroz, que colori com corante alimentício pra ficar mais legal.

monstrengos 013

E outra coisa linda demais foram os cupcakes de monstrinhos, que também foram feitos com muito carinho pela Lívia, todos diferentes um do outro.

monstrengos 017

Alguns com pêlos fininhos e longos, e outros com pêlos mais grossos e curtinhos, bocas, olhos, dentes e chifres, todos muito divertidos!

monstrengos 014

monstrengos 015

monstrengos 019

monstrengos 016

monstrengos 018

Nos docinhos coloquei minitags com os montrengos que desenhei, além do M e do 3.

monstrengos 026

monstrengos 025

monstrengos 024

monstrengos 023

monstrengos 022

Sem dúvida nenhuma, o que mais chamou a atenção de todos os convidados nessa festa, tanto crianças quanto adultos, foram os balões gigantes (link no final do post), que eu enchi com gás helio e decorei com olhões impressos em papel.

monstrengos 003

monstrengos 006

monstrengos 007

monstrengos 027

Na parede ao lado, o buffet com os descartáveis e outras coisinhas.

monstrengos 004

monstrengos 028

monstrengos 029

Os leques de papel coloridos (que são antigos e já foram reaproveitados várias vezes) também viraram monstrengos, ganhando seus próprios olhos.

monstrengos 045

monstrengos 058

O mesmo aconteceu com a suqueira, e com os copos de papel :)

monstrengos 046

monstrengos 047

monstrengos 048

No buffet também coloquei cakepops, e pra apoiar reutilizei latas de leite em pó, que ganharam carinhas de monstro.

monstrengos 030

monstrengos 033

Nessas aqui usei açúcar cristal tingido com corante pra sustentar os pops em pé.

monstrengos 032

Canudinhos de papel coloridos, que eu amo demais (esqueci de colocar os olhos no vasinho de vidro).

monstrengos 034

Os chapéus de festa que tinham olhos e bocas de monstro.

monstrengos 031

monstrengos 057

O outro lado do buffet ficou assim:

monstrengos 049

Alguns monstrinhos que eu fiz usando lã, olhinhos, mini pompons, pedacinhos de feltro e limpadores de cachimbo ajudavam a deixar o buffet mais assustador (ou não, né?).

monstrengos 054

monstrengos 053

monstrengos 052

Os garfinhos de madeira (link no final do post), que dessa vez já comprei estampados, também ganharam olhos.

monstrengos 050

monstrengos 051

Até os pratos ganharam olhinhos, mas só o primeiro de cada pilha, pra enfeitar até a hora do bolo. ;)

monstrengos 055

monstrengos 056

Alguns outros lugares ganharam olhos também, como a porta de entrada (que precisava de olhos maiores, mas tudo bem)…

monstrengos 080

… e o banheiro, que foi o que mais divertiu as crianças (especialmente os meninos).

monstrengos 060

O espelho também, olha só:

monstrengos 059

A mesa dos convidados também ganhou monstrinhos de lã:

monstrengos 039

monstrengos 038

monstrengos 043

monstrengos 042

monstrengos 041

monstrengos 040

E mais dois leques monstruosos de papel.

monstrengos 044

As lembrancinhas da festa foram monstrinhos de feltro para adoção. :) Vou colocar o link da artesã no final do post também. Neste cestão plástico coloquei bebidas para os convidados se servirem durante a festa.

monstrengos 061

A cadeira também era zoiúda. :)

monstrengos 063

As crianças amaram os monstrinhos! Foi um sucesso de lembrancinha!

monstrengos 062

monstrengos 064

monstrengos 065

Também fiz um cenário para fotos monstruosas, ou photobooth pros pequenos se divertirem.

monstrengos 066

Imprimi e recortei photo props, que são esses acessórios para fotos que são muito usados em casamentos, usei um arquivo de bocas de monstro que comprei na Etsy (link no final do post) e olhos que eu mesma desenhei, e deixei os props e uma câmera à disposição dos pequenos.

monstrengos 067

Eles brincaram mais com os props do que tiraram fotos, é verdade, mas o resultado foi divertido.

monstrengos 083

monstrengos 082

monstrengos 084

Outra coisa que fez muito sucesso foi a mesinha com monstros para colorir.

monstrengos 072

monstrengos 069

Tinha impresso 15 folhas e acabaram rapidinho, então imprimi mais 20, e eles coloriram todos!

monstrengos 071

No jardim, a grande atração da festa, um tobogã inflável, que é diversão garantida sempre.

monstrengos 081

monstrengos 073

Fiz uma estação de bebidas no jardim também.

monstrengos 074

Aqui, só o copinho mais de baixo de cada pilha é que tinha olhos.

monstrengos 077

monstrengos 078

As lanternas (que também foram reutilizadas muitas, muitas vezes já), também ganharam olhões, e o cestão plástico ganhou um par de zoiãos e uma boca.

monstrengos 075

monstrengos 076

E foi isso! E gente, foi muito legal!

Pena que foi um dia tão gelado, senão a festa teria se concentrado mais no jardim, mas fiquei feliz que não choveu e as crianças puderam brincar de montão.

Vamos aos links então:

Bolo, cupcakes e cakepops – Dellicato Cupcakes – Lívia.

Monstrinhos de feltro – Artes da Day

Balões gigantes – Ali Express – Edward Lou’s Store

Garfinhos de madeira decorados – Ali Express – Crafts Ribbon

Arquivo de bocas de monstros para photoprops – Etsy – Mimis Dollhouse

Vou preprar os arquivos dos monstrinhos e dos olhos pra download, ok? :) E também vou postar algumas ideias bem legais que eu não tive tempo de executar, mas que pode servir pra outra festa de monstros, né?

Uma semana monstruosa pra você!

Lahna :)