cadernos personalizados

Comentários 4 Padrão

Esses dias postei no Instagram um vídeozinho em time lapse do meu processo de encapar os cadernos das crianças.

E muita gente gostou do vídeo e pediu pra explicar melhor algumas coisas. Então eu postei umas dicas no Stories do Instagram, mas depois algumas pessoas pediram pra postar aqui no bloguito, pra ficar sempre à disposição.

As capas dos cadernos dos pequenos ficaram muito lindas, eu deixei que eles escolhessem os desenhos que mais gostavam no Freepik. Pra encontrar as imagens digitei “cute” (que significa fofo) na barra de busca e fui passando todas as páginas e salvando as ilustrações preferidas deles.

img_20170201_183736_003img_20170201_171145_733

A única exceção foi um dos cadernos do filhote, que ele queria com desenhos de Clash Royale (um jogo de celular). Este eu fiz usando imagens encontradas no Google Images, em formato PNG, que são bitmaps com fundo transparente.

Eu recebi muitos pedidos para compartilhar as artes que fiz para as capas dos cadernos, mas, como os desenhos que utilizei para as artes não são meus, eu realmente não me sinto confortável em compartilhar depois de ter manipulado as imagens.

Mas eu vou deixar aqui, no final do post, os links para os vetores que eu utilizei, e também uma arte bem linda que eu fiz, que foi do meu planner ano passado, e que eu adaptei pra encapar o caderno hoje pra fotografar este tutorial pra vocês, ok? :)

Então, vou explicar o processo todo, desde o começo.

As imagens que eu utilizei são vetores, e é preciso um editor de vetores pra trabalhar com elas. Eu uso o Corel Draw, porque foi com ele que aprendi a fazer isso, na época da faculdade, mas se fosse pra começar hoje, certamente eu usaria o Adobe Illustrator.

cadernos44

Bem, depois de escolhidas as imagens, eu criei um arquivo com o tamanho de cada caderno, achei um fundo que ficasse legal, apliquei o desenho, o texto, e depois imprimi.

Essas capas eu mandei imprimir em gráfica digital, porque como eu queria qualidade bem alta e eram muitas capas, eu ia gastar muita tinta em casa pra imprimir. Então aproveitei e pedi pra imprimir em papel adesivo, pra colar nos cadernos, mas isso não é necessário. Gastei R$ 45,00 na gráfica digital para as capas dos 11 cadernos, frente e verso.

A capa que eu usei hoje, pra fotografar o tutorial, eu imprimi em papel sulfite 120 gramas, na impressora de casa mesmo. E usei um caderninho de caligrafia que a filhota usa em casa pra treinar.

Então, de material, além das capas e dos cadernos, eu uso régua e estilete pra cortar as capas bem retinhas, tesoura ou estilete pra cortar o adesivo, uma flanela (ou qualquer paninho) levemente úmida, régua e/ou agulha para retirar possíveis bolhas, cola em bastão, caso o papel das capas não seja adesivo e papel Contact.

cadernos25

E aqui eu realmente indico o original Contact, porque as outras marcas que eu tentei tem o adesivo forte demais, então não permitem reposicionamentos e criam mais bolhas (isso não é um publieditorial, ok?).

cadernos26

Deixo tudo pronto, capas e Contact cortados do tamanho certo, antes de começar. Eu procuro deixar uma margem de 2 quadradinhos para cada lado do adesivo.

cadernos27

Então eu colo as capas personalizadas no caderno. Como hoje usei sulfite, passei cola em bastão e apliquei normalmente sobre a capa. Quando uso papel adesivo, tenho mais cuidado, pois não é possível reposicionar o adesivo depois de colado (ele fica cheio de marcas na impressão).

Aqui cabe uma observação: se você for colocar etiquetas com o nome do seu filho, matéria e turma, coloque sobre a capa, mas por baixo do Contact, assim ela também aguenta o ano inteiro. ;)

cadernos28cadernos29

Para aplicar o Contact, eu abro uma das pontas dele e faço uma dobra, assim:

cadernos30

Então posiciono o caderno aberto, com uma das pontas virada pra mim, e aplico o Contact.

cadernos31

Com a mão esquerda, eu vou tirando o papel protetor e com a direita eu vou passando a flanela levemente úmida, sempre aos poucos, pra evitar bolhas.

cadernos32

Quando chego na lombada do caderno, eu o fecho, e aplico o contact com ele fechado, fazendo bastante pressão.

cadernos33

Depois abro novamente o caderno e continuo até aplicar em todo o verso.

cadernos35

Quando termino de aplicar, pego a tesoura e faço 4 cortes no Contact, 2 em cima, e 2 embaixo, bem no centro do caderno, onde a capa dobra:

cadernos36

E corto as 4 pontas assim:

cadernos37

Aí dobro as bordas pra dentro, sempre começando pelo centro  e depois indo para os cantos, e sempre puxando bem pro plástico ficar bem rente à capa.

cadernos38

Nessa parte, quase sempre fica alguma bolha, ou dobra no Contact (olha ali embaixo, no canto inferior esquerdo).

cadernos41

Pra bolhas o melhor é usar uma agulha, mas pode ser uma régua também, ou até os dois.

No caso desses cadernos de brochura, a lombada vai continuar aparente, então é bom escolher capas que combinem com a cor original dos cadernos. Aqui não rolou porque esse era o único caderno que tinha em casa sem encapar, mas nos da escola eu tomei esse cuidado.

cadernos40

E bem, depois disso, o caderno está prontinho!

capa-frente

capa-verso

E olha, tem muitos outros jeitos de personalizar cadernos, que não precisam de habilidades com algum software específico, apenas criatividade e disposição.

Além de várias imagens legais, com boa qualidade, que é possível encontrar facilmente no Google Images, com jogos, personagens de desenhos animados, seriados e filmes, também fica bem bacana usar recortes de revistas, partes de cartazes, páginas de livros deixados de lado, papéis de presente, papéis de scrapbook, tecidos, washi tapes, adesivos, carimbos, fotos, desenhos feitos por você ou pelas crianças, aquarelas, mapas, folhas secas… são tantas possibilidades legais!

Pra quem quiser fazer com os desenhos que usei nos cadernos das crianças, seguem os links no Freepik:

Creepy characters in vintage style , Grunge style interiorCreepy halloween elements

Cute monster cartoon e Green starbust background

Hot air balloonsWatercolor skies background

Spring party flyer e Sunburst vintage background

Butterfly with floral wreath

Enjoyable cacti setZig zag vintage pattern

Lovely ice cream characters e Geometric colorful abstract background

Forest sitting animal collection, Cute fox birthday card e Nature pattern design

Rainbow kawaii pattern e Grunge metal red texture

E, por fim, se você gostou do meu layout da nuvenzinha chovendo amor, e quiser usar em algum dos seus cadernos ou em outra aplicação, eu estou disponibilizando abaixo em 6 tamanhos diferentes, frente e verso (são os 6 tamanhos de cadernos que meus filhos tem neste ano).

horizontal-frente-21x16cm   horizontal-verso-21x16cm

horizontal-frente-264x198cm   horizontal-verso-264x198cm

vertical-frente-146x21cm   vertical-verso-146x21cm

vertical-frente-192x275cm   vertical-verso-192x275cm

vertical-frente-198x255cm   vertical-verso-198x255cm

vertical-frente-205x283cm   vertical-verso-205x283cm

arte-da-nuvenzinha

Talvez tenha ficado tarde pra encapar os cadernos por aí. Demorei pra encapar porque aqui as aulas só começam na próxima segunda feira. Mas de qualquer forma, fica a dica para os próximos cadernos, né?

Ah, e se você fizer, mostra pra mim! Eu adoro ver as coisas que vocês criam inspirados por este bloguito aqui.

Até mais, e feliz ano letivo!

Lahna :)

o quarto de “menino grande” – parte 1

Comentários 14 Padrão

O garotinho dono deste quarto foi o bebê que dormiu no Quarto dos Elefantes, que fiz em 2011.

quarto dos elefantes

Ao longos dos últimos quatro anos, o quarto foi mudando pra se ajustar às mudanças do seu morador, que foi crescendo até se tornar um “menino grande”, como ele gosta de se intitular, e que já não tem mais nada de bebezinho (ah, esse tempo, sempre correndo demais).

O berço logo deixou de fazer parte da mobília, assim que houve a mudança do sobrado para a casa nova. Coincidiu com a época que eu comecei a ler sobre Montessori, e bem, eu já tinha a cama guardada, pois a comprei junto com o berço e os outros móveis, e achei que fazia muito mais sentido que ele tivesse liberdade para explorar o seu mundo.

A chaise longe também deu lugar à poltrona, mais ou  menos na época da mudança, quando ele decidiu que queria parar de mamar no peito, e o trocador virou cômoda depois que ele parou de usar fraldas.

Além disso, ele ganhou uma tenda, no estilo das tendas de índio, que eu havia comprado em 2011 também, mas só montei na casa nova.

E bem, assim ficou o quarto dele por dois anos e meio. Tinha ainda as almofadas e os objetos do Quarto dos Elefantes, mas nenhum quadro nas paredes, nada. Ficou esperando até que eu tivesse tempo e inspiração pra colocar a mão na massa, assim como todos os ambientes da casa.

E a inspiração veio de repente, de uma madrugada insone no Pinterest. Entre tantas imagens lindas, de quartos incríveis de criança, essa aqui me fez parar de procurar e começar a ter idéias.

Via Binti Home

Eu resolvi que queria usar muito preto, branco e cinza, com uns toques de azul e amarelo, em meio aos móveis de madeira. E que não queria todos os móveis iguaizinhos, então reformaria alguns.

E depois disso tudo resolvido, comecei a busca por tecidos, papéis de parede e objetos que deixariam o quarto desse menininho como eu estava imaginando. E eu sabia que se eu conseguisse, ele ia gostar.

Depois, foi só colocar em prática os projetos DIY, que são minha parte preferida, sem contar o dia de montar o quarto e ver tudo prontinho, lógico.

Quem segue o meu Instagram @casacomamor acompanhou alguns detalhes dessa parte: o criado mudo, que foi todinho reformado, minhas primeiras experiências com bordado, a alegria de finalmente receber os tecidos (uma novela que começou em fevereiro e não terminou até agora), a casinha forrada com washi tape, o papel de parede, as aventuras no mundo das tintas spray e a reforma da cômoda, com papel adesivo.

instagram

E finalmente tudo ficou pronto, os quadrinhos ganharam molduras, o papel de parede foi colocado, a costureira conclui sua parte e os objetos todos chegaram. E foi o dia feliz de montar o quarto, que foi a parte fácil. Difícil foi manter um menino muito ansioso fora do quarto até estar tudo prontinho. :)

Mas valeu a pena, porque o brilho nos olhinhos dele quando viu a surpresa foi encantador!

Seja bem vindo ao quarto de menino grande!

quarto mati 11

Começando pela cama, que é a primeira coisa que se vê, quando se entra no quarto.

quarto mati 21

Ela é uma cama bem bacana, que pode ir crescendo junto com a criança. Ela pode ficar com três comprimentos diferentes, e inclusive o colchão também tem uma parte maior e duas menores. Porém, pela dificuldade de encontrar jogos de cama nos tamanhos menores, eu optei por deixa-la do maior tamanho.

A cama, assim como o criado, a cômoda e o armário, são da Ikea, de uma coleção chamada Leksvik, que infelizmente saiu de linha. Estes móveis foram trazidos ao Brasil aproveitando a oportunidade de uma mudança que estava vindo dos EUA em um container, no início de 2009. A escolha foi feita pela dificuldade de se encontrar móveis para quartos de bebê em madeira natural por aqui, e também pelo preço, que na época era muito inferior ao preço dos móveis de bebê brasileiros.

quarto mati 141

Fiz bandeirinhas de papel de scrapbook pra colocar no pé da cama.

quarto mati 211

quarto mati 221

E muitas almofadas, pra deixar bem aconchegante.

quarto mati 191

O tecido da colcha, que tem estampa de gotinhas com contorno pontilhado branco, sobre um fundo cinza (como a almofada mais ao fundo, na foto abaixo) é da coleção April Showers by Bonnie & Camille para Moda Fabrics, e se chama Gray Raindrops. Ele foi comprado nos EUA, mas como é de uma edição limitada, deve ser difícil de encontrar agora.

As almofadas de gotas pretas no fundo branco e gotas brancas no fundo cinza, de ondas azuis e amarelas e de minitriângulos pretos, foram feitas com tecidos que comprei na Coréia do Sul, através da Etsy.

A compra foi feita no início de fevereiro e chegou rapidamente ao Brasil, no dia 20/02. Porém está até hoje, mais de cinco meses depois, parada na Receita Federal. Pelo menos isso é o que os Correios dizem pra mim. Eu tenho certeza que este pacote foi extraviado, mas eles não fazem a gentileza de admitir isso e reembolsar o valor declarado ao vendedor, para que eu seja ressarcida. Triste, muito triste.

Enfim, quando eu percebi que os tecidos não chegariam, eu fiz uma nova compra, mas dessa vez solicitei o frete expresso, e em menos de 15 dias estava com os tecidos em mãos, finalmente. A lojinha onde eu comprei é a Land of Oh, mas eu já aviso que ela tem um monte de tecidos lindos, moderninhos, fofinhos, e que é quase impossível resistir. Só lembre de contactá-la e solicitar o frete expresso!

Toda essa parte de costurinhas quem fez pra mim foi a Espera Neném.

A almofada preta com nuvens brancas era um desejo antigo de muitas fotos de ambientes escandinavos no Pinterest. E bem, como esse tecido é dominante no quarto que usei como inspiração (na foto lá no alto), era um item que eu queria muito, e encontrei também na Etsy, na Andshine, que é inglesa. Um detalhe importante: encomendas que vem da Europa não tem código de rastreamento, e podem demorar 90 dias pra chegar. E como toda encomenda internacional, está sujeita ao imposto de importação.

quarto mati 901

A almofada de dinossauro é da Land of Nod, loja linda, linda que vende a linha infantil da também linda Crate & Barrel.

quarto mati 911

O tapete ao lado da cama é da Zara Home, e na verdade é mais comprido, eu devo ter tirado uns 80 cm de comprimento dele, pra ficar do tamanho que eu queria.

quarto mati 241

Ele tem listras cinzas de larguras diversas sobre um fundo offwhite.

quarto mati 691

Ao lado da cama ficam o criado mudo e um cesto.

quarto mati 231

Esse foi o criado mudo que reformei, ele era da mesma cor da cama, e já fez parte de dois quartinhos por aqui, o Quarto dos Passarinhos (que é anterior ao blog, e por isso a qualidade das fotos não é das melhores) e o Quarto dos Elefantes:criado

Depois de seis anos de uso, ele estava bem destruidinho, cheio de batidas e bem riscado. Então eu resolvi lixar bem, passar massa para tapar os buraquinhos e pintar (usei tinta esmalte à base de água, e todo material, lixa, massa, espátula, rolinho, tinta, foi o moço da loja de tintas quem me ajudou a escolher).

Foi a primeira vez que eu reformei um móvel de madeira antigo, e achei que ficou bem legal. Adorei que agora os móveis não são todos da mesma cor.

quarto mati 841

Nas prateleiras do criado alguns livrinhos, um quebra-cabeças de blocos e o carrinho, que já fazia parte do quarto anterior também.

quarto mati 851

Mais livrinhos, esse da coleção Criança Curiosa, da qual somos todos fãs por aqui, um leãozinho que veio junto de uma viagem de família e a caixinha de Lego, que não tem Lego dentro, mas sim uns bonequinhos desmontáveis.

quarto mati 861

A luminária de pandinha chinesa eu achei aqui na Zona Criativa. E os bloquinhos da Little Sapling Toys já faziam parte do quarto antigo.

quarto mati 871

O cesto lindo, de tecido chevron preto e branco, é da Renata McCartney Home.

quarto mati 891

E dentro dele sim, tem Lego. :)

quarto mati 881

Sobre a cama, uma composição de alguns objetos cheios de amor, e alguns objetos que o dono do quarto ama.

quarto mati 101

quarto mati 201

O coração, com a palavra amor, foi a lembrancinha do batizado do pequeno morador.

quarto mati 1121

Tanto o coração, quanto o anjinho da guarda fofíssimo (feito sob encomenda pela artesã Ana Christello, em 2009), já faziam parte do quarto dos elefantes.

quarto mati 981

A letra “M” de metal, inicial do menino, também é da Land of Nod.

quarto mati 1011

E o sapinho fofo foi trazido de uma viagem.

quarto mati 991

Os bastidores, foram reaproveitados do Quarto dos Elefantes. Eles costumavam ficar em uma composição acima da chaise. Eu peguei quatro deles e resolvi tentar bordar. E fiquei bem feliz com o resultado. :)

quarto mati 951

O foguetinho para o amor infinito, e além.

quarto mati 961

quarto mati 1051

Minha primeira tentativa em bordar texto, que eu achei uma delícia de fazer, tem a frase de boa noite do menininho:

quarto mati 1031

quarto mati 1021

A nuvem fofinha (amo nuvens, como vocês já sabem):

quarto mati 1061

quarto mati 1071

E o solzinho feliz, que, assim como os outros está longe de ser perfeito, mas cheio de amor e carinho, que é o que interessa.

quarto mati 1041

E pra finalizar essa parede, a parte preferida do pequeno, em todo o quarto dele, a prateleira de casinha, da Meu Móvel de Madeira, que eu pintei com tinta spray pra ficar cinza.

quarto mati 1131

Esse menino adora coisas pequeninas, desde que ele mesmo era bem pequenino. Sempre gostou de enfileirar, separar, montar e desmontar, brincar e imaginar mil coisas com objetos pequenos. E além disso, ele também gosta de colecionar coisas, sempre pequenas.

Então esse foi o jeito que encontrei de ele ter algumas das suas coisas preferidas fazendo parte do seu quarto, e com fácil acesso, pra que ele possa brincar quando quiser (que desde que o quarto ficou pronto é todos os dias, por várias horas).

quarto mati 1181

quarto mati 1001

Aqui está sua coleção de bonequinhos Lego:

quarto mati 1101

Alguns Angry Birds, alguns zumbis, alguns Pokémons:
quarto mati 1081

E alguns personagens do Star Wars, que, apesar de ele nunca ter assistido os filmes originais, por ainda ser pequeno para o conteúdo, já adora em função dos desenhos animados Lego, e do Angry Birds Star Wars.

quarto mati 1111

Ao pé da cama, como havia espaço, eu resolvi colocar mais um móvel para livros e outros objetos, e uma banqueta pra ele usar pra ler, calçar os sapatos e servir de escada pra pegar qualquer coisa que esteja na parte mais alta do armário.

quarto mati 151

Estes são da Tadah!.

Os dois nichos, um de cada cor de madeira, eu pintei com tinta spray. O de madeira mais clara eu pintei todinho de preto na parte externa, e o de madeira mais cor de mel eu pintei de azul apenas por dentro. Os pezinhos ficaram da cor original.

quarto mati 761

No nicho de baixo há muitos dos livros preferidos do garotinho, que é apaixonado por leitura de histórias.

quarto mati 741

O cavalinho de madeira articulado é da Tok Stok, e o sapinho de corda foi trazido de viagem.

quarto mati 751

No nicho de cima, mais livros preferidos.

quarto mati 711

Um baleiro recheado com bolas de feltro. O baleiro eu encontrei na Lou Papeterie e as bolinhas eu comprei na Etsy, e vieram da Alemanha, da lojinha 8natur (também demoraram muito pra chegar e sem código de rastreamento).

quarto mati 721

A simpática dupla de cachorrinhos também é da Tok Stok, e na verdade são saleiro e pimenteiro. :)

quarto mati 731

Sobre os nichos, também alguns objetos.

quarto mati 781

A caixinha de música que foi paixão a primeira vista, trazida de uma viagem. Para ver como ela funciona é só ver este vídeo do Instagram.

quarto mati 801

O elefantinho branco de cerâmica também é da Tok Stok.

quarto mati 791

E a casinha, também da Tok Stok, eu cobri com washi tapes.

quarto mati 811

A banqueta também é da Tadah! e já veio na cor amarela.

E o papel de parede incrível é da Burgerplex, e pode ser colorido com canetinhas.

Eu acabei colocando as sobras do papel em um outro ambiente da casa para que as crianças possam colorir, porque eu acho que ele muito colorido vai ficar cansativo para o quarto. Mas se quando ele terminar de colorir o outro ambiente ele quiser colorir o do quarto, bem, o papel foi feito pra isso, né? ;)

quarto mati 771

E bem, ainda tem muita coisa linda pra mostrar deste quarto, mas assim como o Quarto da Pequena Artista, são mais de 100 fotos, muitos links e muito tempo pra fazer um post tão grande.

Então eu vou parar por aqui hoje, que preciso dormir, e muito em breve eu venho mostrar cada pequeno detalhe dos outros cantos desse ambiente, tá?

Até logo!
Lahna :)

a festa dos monstrinhos

Comentários 42 Padrão

Eu conheço um monstrinho muito legal, que completou 3 anos poucos dias atrás.

E fiz uma festa bem colorida e monstruosamente fofa pra comemorar seu aniversário.

Essa festa não foi uma encomenda, e, como tive pouco tempo pra fazê-la em meio aos projetos que aceitei para o semestre, acabei optando por fazer as peças de papel impressas.

Eu não costumo fazer assim, os meus trabalhos geralmente não tem nada impresso, e quando tem, é só o mínimo necessário. Prefiro que seja tudo montado e construído através de recortes, acho que fica mais charmoso e artesanal, e é justamente por isso que consigo atender menos pedidos e que meu preço é mais alto que o de muitos outros profissionais.

Mas enfim, por praticidade acabei fazendo essa opção, e achei que ficou bem bacana, mesmo assim. :)

Muitas das ideias eu encontrei no Pinterest, em diversas festas de monstro lindonas que achei por lá. Algumas outras eu copiei da minha amiga Marina, que fez uma linda festa de monstrinhos pro filhote dela, o Olavo, e outras surgiram da minha caixola mesmo.

Pra quem gostar, eu vou disponibilizar os desenhos dos monstrinhos que criei pra essa festa em um outro post, ok?

E os fornecedores e links pras coisas que eu comprei, vou colocar lá embaixo depois de todas as fotos.

Então vamos à festa dos monstrinhos!

monstrengos 001

As cores principais foram laranja, azul, vermelho e verde, mas acabei usando um pouquinho de amarelo também.

monstrengos 002

A cortina foi feita com tiras de papel crepom cortadas em larguras diferentes. Ela foi presa no teto, por trás da parede da escada, com fita crepe larga, (mas pra quem não tem essa opção tem um tutorial que a Ana postou há algum tempo atrás, usando fita dupla face).

Como o papel crepom tem apenas 2 metros de comprimento, eu fiz uma emenda de mais 60 cm em cada uma das tiras pra ira até quase o chão.

monstrengos 021

O vento deu um movimento bem legal pra essa cortina, eu achei lindão o resultado.

monstrengos 005

O banner com o nome do aniversariante eu optei por colocar em frente à mesa, pois sobre a cortina ele não ficaria legal.

monstrengos 020

monstrengos 035

Coloquei olhos em todas as letrinhas, para transformá-las em monstrinhos também. Aliás, o segredo de uma festa de monstros é esse, colocar olhos em TUDO! :)

monstrengos 036

monstrengos 037

O bolo foi um show à parte. Além de ter ficado lindo, ele também era uma delícia! Foi feito pela minha amiga Lívia, vou colocar o link dela no final do post. Os olhos do monstro-bolo são cakepops, que também estava deliciosos.

monstrengos 008

A Lívia também fez outros cakepops, que foram tão disputados pelas crianças que na hora de cantar parabéns não tinha mais nenhum. :)

monstrengos 011

Usei cachepôs de flores pra colocar os cakepops, e seguindo a regra, coloquei olhos neles também.

monstrengos 010

Para deixar os cakepops em pé, eu fiz uma base de argila que coloquei dentro do cachepô, e depois cobri com arroz, que colori com corante alimentício pra ficar mais legal.

monstrengos 013

E outra coisa linda demais foram os cupcakes de monstrinhos, que também foram feitos com muito carinho pela Lívia, todos diferentes um do outro.

monstrengos 017

Alguns com pêlos fininhos e longos, e outros com pêlos mais grossos e curtinhos, bocas, olhos, dentes e chifres, todos muito divertidos!

monstrengos 014

monstrengos 015

monstrengos 019

monstrengos 016

monstrengos 018

Nos docinhos coloquei minitags com os montrengos que desenhei, além do M e do 3.

monstrengos 026

monstrengos 025

monstrengos 024

monstrengos 023

monstrengos 022

Sem dúvida nenhuma, o que mais chamou a atenção de todos os convidados nessa festa, tanto crianças quanto adultos, foram os balões gigantes (link no final do post), que eu enchi com gás helio e decorei com olhões impressos em papel.

monstrengos 003

monstrengos 006

monstrengos 007

monstrengos 027

Na parede ao lado, o buffet com os descartáveis e outras coisinhas.

monstrengos 004

monstrengos 028

monstrengos 029

Os leques de papel coloridos (que são antigos e já foram reaproveitados várias vezes) também viraram monstrengos, ganhando seus próprios olhos.

monstrengos 045

monstrengos 058

O mesmo aconteceu com a suqueira, e com os copos de papel :)

monstrengos 046

monstrengos 047

monstrengos 048

No buffet também coloquei cakepops, e pra apoiar reutilizei latas de leite em pó, que ganharam carinhas de monstro.

monstrengos 030

monstrengos 033

Nessas aqui usei açúcar cristal tingido com corante pra sustentar os pops em pé.

monstrengos 032

Canudinhos de papel coloridos, que eu amo demais (esqueci de colocar os olhos no vasinho de vidro).

monstrengos 034

Os chapéus de festa que tinham olhos e bocas de monstro.

monstrengos 031

monstrengos 057

O outro lado do buffet ficou assim:

monstrengos 049

Alguns monstrinhos que eu fiz usando lã, olhinhos, mini pompons, pedacinhos de feltro e limpadores de cachimbo ajudavam a deixar o buffet mais assustador (ou não, né?).

monstrengos 054

monstrengos 053

monstrengos 052

Os garfinhos de madeira (link no final do post), que dessa vez já comprei estampados, também ganharam olhos.

monstrengos 050

monstrengos 051

Até os pratos ganharam olhinhos, mas só o primeiro de cada pilha, pra enfeitar até a hora do bolo. ;)

monstrengos 055

monstrengos 056

Alguns outros lugares ganharam olhos também, como a porta de entrada (que precisava de olhos maiores, mas tudo bem)…

monstrengos 080

… e o banheiro, que foi o que mais divertiu as crianças (especialmente os meninos).

monstrengos 060

O espelho também, olha só:

monstrengos 059

A mesa dos convidados também ganhou monstrinhos de lã:

monstrengos 039

monstrengos 038

monstrengos 043

monstrengos 042

monstrengos 041

monstrengos 040

E mais dois leques monstruosos de papel.

monstrengos 044

As lembrancinhas da festa foram monstrinhos de feltro para adoção. :) Vou colocar o link da artesã no final do post também. Neste cestão plástico coloquei bebidas para os convidados se servirem durante a festa.

monstrengos 061

A cadeira também era zoiúda. :)

monstrengos 063

As crianças amaram os monstrinhos! Foi um sucesso de lembrancinha!

monstrengos 062

monstrengos 064

monstrengos 065

Também fiz um cenário para fotos monstruosas, ou photobooth pros pequenos se divertirem.

monstrengos 066

Imprimi e recortei photo props, que são esses acessórios para fotos que são muito usados em casamentos, usei um arquivo de bocas de monstro que comprei na Etsy (link no final do post) e olhos que eu mesma desenhei, e deixei os props e uma câmera à disposição dos pequenos.

monstrengos 067

Eles brincaram mais com os props do que tiraram fotos, é verdade, mas o resultado foi divertido.

monstrengos 083

monstrengos 082

monstrengos 084

Outra coisa que fez muito sucesso foi a mesinha com monstros para colorir.

monstrengos 072

monstrengos 069

Tinha impresso 15 folhas e acabaram rapidinho, então imprimi mais 20, e eles coloriram todos!

monstrengos 071

No jardim, a grande atração da festa, um tobogã inflável, que é diversão garantida sempre.

monstrengos 081

monstrengos 073

Fiz uma estação de bebidas no jardim também.

monstrengos 074

Aqui, só o copinho mais de baixo de cada pilha é que tinha olhos.

monstrengos 077

monstrengos 078

As lanternas (que também foram reutilizadas muitas, muitas vezes já), também ganharam olhões, e o cestão plástico ganhou um par de zoiãos e uma boca.

monstrengos 075

monstrengos 076

E foi isso! E gente, foi muito legal!

Pena que foi um dia tão gelado, senão a festa teria se concentrado mais no jardim, mas fiquei feliz que não choveu e as crianças puderam brincar de montão.

Vamos aos links então:

Bolo, cupcakes e cakepops – Dellicato Cupcakes – Lívia.

Monstrinhos de feltro – Artes da Day

Balões gigantes – Ali Express – Edward Lou’s Store

Garfinhos de madeira decorados – Ali Express – Crafts Ribbon

Arquivo de bocas de monstros para photoprops – Etsy – Mimis Dollhouse

Vou preprar os arquivos dos monstrinhos e dos olhos pra download, ok? :) E também vou postar algumas ideias bem legais que eu não tive tempo de executar, mas que pode servir pra outra festa de monstros, né?

Uma semana monstruosa pra você!

Lahna :)