o quarto da pequena artista – parte 1

Comentários 25 Padrão

Pra quem me acompanha, desde o comecinho, ou que leu o blog até seus primórdios, lá no começo de 2011, já conhece um pouco sobre a garotinha que dorme nesse quarto.

Este é o terceiro quarto que eu faço pra ela, com muito amor.

O primeiro foi o quarto dos Passarinhos e o segundo foi o quarto Lindo-Lindo.

Os móveis continuam todos os mesmos do segundo quarto, assim como alguns outros elementos decorativos. E há algumas poucas coisas que são ainda o primeiro quarto, do quartinho de recém nascida dela. Muita saudade, muito amor.

Ela cresceu, está com seis anos, e é uma menina delicada, meiga, querida e que ama artes. Ela é uma pequena artista.

Ela vê uma folha em branco e sua imaginação corre solta. Daquele material nascem desenhos, colares, fantasias, jogos, cartões e livros, muitos livros. Coisa mais linda de se ver.

Então, este quarto tinha que ser como as artes dela, colorido, feliz e cheinho de detalhes fofos. <3

Bem, antes de começar é preciso dizer que este é o post mais longo da história deste blog, com mais de cem fotos. Eu tentei resumir, mas vocês me conhecem, não sou uma pessoa de poucas palavras, e nem de poucas fotos. Então eu resolvi dividir o post em duas partes, ok?

Apresento a vocês, o quarto da pequena artista – parte 1! :)

quarto feliz 31

quarto feliz 41

Começando pela cama, que é a primeira coisa que se vê quando se entra no quarto, é a mesma cama de ferro, aquela, que eu mandei fazer com o serralheiro, lembram?

Então, atendendo ao pedido da ilustre moradora do quarto, eu pintei ela de rosa (eu queria coral, mas o quarto é dela, né?). :)

Tá, não foi tão simples assim, ok? Eu desmontei, carreguei, lixei a cama inteira com lixa de ferro, depois limpei, depois passei uma base branca especial pra ferro, esperei secar, e depois passei duas mãos de spray rosa, da MTN 94 cor chewing gum.  Gente, um trabalho… mas valeu a pena, porque ficou linda.

quarto feliz 371O papel de parede lindo, lindo, que eu vi pela primeira vez no studio da Ashley Ann (aliás, ela é uma grande inspiração pra mim em decoração e muitas outras coisas), eu aproveitei pra trazer quando fomos viajar, ele é da Higge & West e tem essas lindas andorinhas verde água com nuvens de sonho.

quarto feliz 251

quarto feliz 261

As bolinhas de feltro, que eu desejei pro quarto dos pequenos desde a primeira vez que vi no Pinterest, eu comprei pela Etsy na lojinha 8natur. Elas vieram da Alemanha e demoraram muito pra chegar, mas chegaram direitinho.

quarto feliz 1391

A colcha eu resolvi fazer toda branquinha desta vez. Porque sabia que ia ter muita cor no quarto, e achei que ia ajudar a equilibrar.

Mas como eu não consigo ser assim tão básica, coloquei grelô rosa na barra, pra dar um charminho.

Como sempre, quem fez pra mim foi a Rita da Espera Neném. Eu chego lá com minhas ideias maluquinhas e ela dá um jeito de fazer pra mim. Como escolhi esse tecido todo vasadinho, a colcha tem 4 camadas: tecido, forro, fibra e forro de novo. Às vezes eu acho que a Rita quer me matar, porque eu chego lá e peço tudo diferente do que ela costuma fazer, mas no fundo acho que ela gosta de fazer umas coisas assim de vez em quando. :)

quarto feliz 221As almofadas são todas coloridas e foram todas colocadas juntas meio que ao acaso.

Eu preciso confessar que eu não planejo os ambientes que eu vou decorar. Eu tenho uma ideia central na cabeça e vou achando coisas bonitas e vou juntando, juntando, sem me preocupar muito. Vou guardando tudo num armário, por muito tempo. Até que chega o dia de montar o quarto (gosto de fazer tudo num dia), e aí eu vou ver o que é que combina com o que.

Essa é a minha maior dificuldade em decorar para os outros. Como a pessoa vai confiar numa ideia que eu tenho só na caixola, e que vai mudando diariamente, numa confusão só… e que no final, na hora de colocar tudo junto, quem sabe se vai dar certo? Eu não tenho um projeto. O máximo que eu tenho é uma ideia central da disposição e das cores das coisas.

E essas almofadas foram assim, elas foram sendo escolhidas, uma de cada vez, sem nunca ter as outras como referência. E eu achei que elas ficaram perfeitas todas juntinhas, mas eu não tinha a menor ideia se isso ia dar certo até o dia de montar o quarto.

quarto feliz 321

Quatro delas eu achei na Zara Home, em ocasiões diferentes: a azul turquesa grandona, a branca com mini peixinhos coral bordados, a com a estampa mega colorida e acamento em fio aparente e a de crochê rosa coral. Foi depois de escolher essa última que eu decidi que esse quarto tinha que ter muito crochê.

Aí saí procurar uma crocheteira de mão cheia no Elo7, e achei a Banana-Cazza, que me encantou. E com ela eu comprei a almofada de crochê pipoca amarela.

As outras três foi a Rita quem fez pra mim também, com tecidos que eu tinha guardados aqui desde 2011. Quando eu vejo um tecido que eu gosto muito, eu compro um pedacinho e guardo pra usar um dia, sabe?

Esses tecidos são da coleção Bloom & Grow, da My Minds Eye para Riley Blake. Eu acho que deve ser difícil encontrá-los hoje em dia, porque essas coleções são limitadas, mas de qualquer forma eu comprei na Etsy também.

Fiz dois almofadões com acabamento em grelô branquinho (todo mundo sabe que eu amo grelô, né?), e uma almofada branquinha com detalhes em amarelo, com corações aplicados e acabamento em sianinha (adoro sianinha também).

quarto feliz 331E aí tem essas duas fofurinhas. :)

Eu tenho um amor imenso por nuvens felizes. Quem me segue no Instagram sabe que elas são um motivo recorrente nos lanchinhos que faço para as crianças.

Então eu queria muito almofadas de nuvens e acabei achando essa super fofolenta na lojinha Hannah Doodle, do Etsy. Antes de comprar lembre que elas vêm da Inglaterra, demoram muuuuito pra chegar e correm o risco de ser taxadas (mas nem sempre, as minhas não foram!).

quarto feliz 301

E essa fadinha de pano linda, de tutu e tudo mais, que é da Carolindinhas, feita pela Carol Filizola, que eu encontrei na Ontwerpquarto feliz 311

A mantinha colorida, que deu uma quebrada no branco da colcha eu também achei na Zara Home.

quarto feliz 231A ovelha Clarisse (acima) já faz parte da decoração desde o primeiro quartinho, e foi um presente querido da avó.

quarto feliz 521

Bem, e tem o tapete, que também é de crochê. :)

Eu andava de olho em um tapete pra esse quarto e não achava nada que eu gostasse. Até o dia que uma conhecida minha perdeu seu cachorrinho e resolveu divulgar fotos dele no Facebook.

Nas fotos, o cachorrinho estava deitado em cima do tapete de crochê mais lindo do mundo. Eu compartilhei a foto, na esperança de encontrarem o doguinho, o que felizmente aconteceu bem rapidinho, e depois que tudo estava resolvido eu escrevi pra ela perguntando onde ela tinha comprado o tal do tapete. Ela me respondeu que a mãe dela tinha feito e assim começamos a conversar, e, pra minha felicidade, a mãe dela concordou em fazer um pra mim! Eba! :)

Ela é professora de música, e me avisou que ia demorar, pois ia fazer entre as aulas, mas eu não tinha pressa, e valeu super a pena esperar por esse trabalho manual feito com tanto carinho.

quarto feliz 431O nome da artesã/professora de música é Jane Prodóssimo e o telefone dela é (41) 8435-0935. Super indico pelo carinho e capricho! :)quarto feliz 511

Voltando pra cama, em cima dela tem um montão de coisas super especiais. :)

quarto feliz 1351

Nessa paredinha aí tem muito amor envolvido.

quarto feliz 1361

Começando pelas letrinhas, elas são de papelão, super-duper leves, e eu pintei de dourado com o spray da MTN, que, depois que eu comprei deixou muitas coisas aqui de casa douradas, porque eu adorei brincar de Midas com ele.

Eu comprei as letras na Land of Nod, que é uma loja da rede famosona Crate & Barrel voltada para os pequeninos. Tudo é fofo demais, é até difícil olhar, porque dá vontade de sair comprando tudo. Eu comprei online mesmo, e uma pessoa de lá enviou pra mim.

Mas certeza que isso se encontra aqui no Brasil. Em MDF ou mesmo em isopor ou papelão. Eu aproveitei que estava comprando outras coisas, vi essas letras e joguei no carrinho de compras, mas vale procurar por aqui.

Ah, eu colei elas com aquelas fitas dupla face de prender quadros, sabe?

quarto feliz 351

Bem, agora vamos às casinhas.

Gente, sou apaixonada por casinhas, e quando a Ana da Casa que Minha Avó Queria lançou esse trio de casinhas na sua incrível Casa de Criação eu fui ao delírio! Tanto que nem sabia que cor escolher, e acabei comprando um trio que vinha com base preparada para receber qualquer pintura.

E aí, um belo dia, eu pintei com tintas da… ahã, MTN de novo. Usei as cores Emerald Green, Fever Red e Canarias Yellow. Só que mesmo depois de pintadas eu achei que faltava alguma coisa, e tive a ideia de forrar o fundo com os versáteis, lindos, coloridos e maravilhosos papéis de scrapbook, já que eu tenho um montão deles guardados aqui, esperando por um projeto feliz. E ficou bem do jeitinho que eu sonhava.

quarto feliz 1181

quarto feliz 1211

Na casinha verde, um papel de “sianinhas” coloridas, uma bonequinha que foi presente de viagem de uma pessoa querida e um pequeno porco espinho com cogumelo nas costas que eu trouxe de uma viagem também.quarto feliz 1271

quarto feliz 1261

Na amarelinha, papel floral e uma caixinha de música de coelhinho que toca “Além do Arco-íris”.

Tenho um encanto por caixinhas de música… elas me fazem lembrar daquela bailarina que rodopiava sem parar em cima do espelhinho da minha caixinha de música de menina, que tocava Pour Elise.

quarto feliz 1191

A caixinha eu também trouxe de uma viagem.quarto feliz 1311

Na vermelhinha, um papel de gotinhas de chuva coloridas, e um coelhinho saltitante de metal que funciona à corda, também trazido de viagem.

quarto feliz 1201

quarto feliz 1341

O terceiro coelhinho que fica pendurado na parede, também veio da mesma viagem, e é de cerâmica.

quarto feliz 361

Ainda tem o quadrinho com as informações do nascimento, que ficava sobre a cama também no Quarto Lindo-Lindo, quem lembra?

Só troquei a coroinha, que tinha ficado amassada por ter sido embalada, por uma borboleta.

quarto feliz 1231

quarto feliz 1321

E o anjinho da guarda, que ficava na porta do guarda roupa no quarto lindo-lindo.

quarto feliz 1281

Esse anjinho fofo é obra da Ana Cristina Christello, em 2009.

quarto feliz 1331

Além disso, nessa parede também ficaram dois quadrinhos, bem pequenos, que eu fiz a partir de cartões com ilustrações super delicadas da Sarah Jane Studios, que também tenho guardados desde 2012.

quarto feliz 1221

quarto feliz 1291

As molduras lindas são da Aliança Molduras, como sempre.

quarto feliz 1251

“Apenas fique pequena”. :)

E bem, pra encerrar essa primeira parte, o criado mudo.

quarto feliz 451

Na parte de baixo ficam todos os sapatos que ela tem em uso.

quarto feliz 481

Em cima tem a luminária de cupcake da Imaginarium, que ela adorou, e a fadinha de pano que comprei na Ikea em uma viagem.

Os blocos de madeira são antigos, da Little Sapling Toys.

quarto feliz 501

E o porta retrato de casinha, que é da Zara Home, com o dedoche de porquinho que foi presente da madrinha e está no quarto desde o Quarto dos Passarinhos.

quarto feliz 491

E bem, vou encerrar por aqui a primeira parte do tour deste quarto, que ainda tem muuuitas coisas lindas, porque preciso dormir e porque este post está enorme, né? Mas vou tentar postar a segunda (e última) parte nos próximos dias. :)

Uma feliz sexta-feira e ótimo final de semana!
Lahna :)

amor, viagens, cores e paredes felizes

Comentários 29 Padrão

Hoje eu vim aqui pra falar das paredes da casa de uma família que ajudei a decorar.

O casal é meio que cidadão do mundo. Eles já moraram em vários cantos, juntos ou separados, e já viajaram muito também.

Nessas idas e vindas conheceram muitas culturas, muita gente, muitos lugares legais, e cada vez que voltaram, trouxeram junto alguma lembrança, um souvenir, um presente ou algo que lhes encantou.

E assim, junto com as recordações que já tinham, foram construindo uma estória bonita.

No final do ano passado, ela me chamou na casa dela, e abriu o baú pra mim. E pediu pra eu ajuda-la a colocar aquilo tudo nas paredes.

Mas era muita coisa! E de tudo um pouco! E nada combinava muito bem! Uma loucura.

Mas logo eu estava envolvida até o pescoço, selecionando quais daqueles tesouros teriam lugar nas paredes.

E foi uma missão difícil. Tivemos que deixar muitas coisas de lado, mas conseguimos chegar numa coleção legal.

Outro dia fomos até a molduraria. Me diverti horrores, já que ela estava a fim mesmo de muita cor, de muito contraste e de muita alegria. E

E aí foram mais duas longas noites, uma medindo, espalhando quadros e objetos no chão, puxa pra cá, arrasta pra lá e tals. E outra martelando, martelando, martelando.

Ela ficou super feliz com o resultado! E eu também! Então resolvi mostrar pra vocês.

São três paredes, a primeira divide a sala de jantar com a cozinha:

Parede com moldurinhas de ferro vazias, uma galinha e um porco-espinho.

Misturinha de cores com lembranças queridas.

A galinha veio na bagagem, direto de New York.

O porco espinho feito de trigo é da Suécia e ganhou moldura.

As moldurinhas de ferro foram compradas na Etsy.

A segunda parede ocupa todo o corredor que conecta a entrada principal, a escada e todos os ambientes do térreo.

É uma parede enorme, e a moradora escolheu pra ela a cor amarelo Post-it. Ela levou um Post-it até a loja de tintas e encontrou o tom exato.

Colorida!

Muitos lugares e momentos diferentes numa única parede.

Molduras super contrastantes se misturam a objetos queridos. O triciclo foi comprado para o primeiro filho na Radio Flyer.

Precisa dividir a parede em duas para fotografar. Aqui o lado direito.

Cartaz de um show do Jello Biafra, ex-vocalista do Dead Kennedys.

Lenços africanos, chamados Kikoys, que os dois trouxeram do Kenya, onde foram voluntários em um orfanato por algumas semanas.

Colar dos guerreiros Masai também da viagem ao Kenya.

Estes guerreiros pintados em tecido também vieram do Kenya, e ganharam paspatur preto e moldura de madeira de demolição.

Ao lado de mais um Kikoy, a Grande Onda de Kanagawa, de Hokusai, impressa em tecido, também ganhou moldura de madeira de demolição.

As cores dos Kikoys são lindas.

O trabalho em madeira, vindo do Kenya, deseja boas vindas aos visitantes (Karibu, em Swahili), enquanto o pôster lembra o show da banda Dead Kennedys.

Detalhe dos desenhos, talhados na madeira.

E aqui o lado esquerdo.

Pôster da revista Dirt Rag. Escolhemos essa moldura detonada e achei que ficou bem bacana.

Logo acima, duas ilustrações mexicanas, trazidas de viagem, mantidas com as molduras originais.

Print de Kevin Nierman, Trabalhador Industrial.

Abaixo dela, um presente de casamento de um amigo italiano do casal.

A terceira e última parede fica na sala de jantar.

Essa é a minha preferida.

A mesa e as cadeiras são da Ikea, assim como o tecido usado no trilho da mesa. O pendente é da Mantra, e o buffet é de marcenaria.

Não foi fácil chegar nessa disposição, principalmente por causa dos objetos miúdos, mas no fim das contas, eu amei a composição.

Sobre o buffet, velas em forma de cactus.

E a boneca toda colorida, contrasta com o móvel, todo branco.

Ela também é mexicana.

A vaca foi trazida da viagem à Irlanda, e o peixe é ilustração de um calendário de arte Inuit (esquimó).

As tags das orelhas inspiraram a cor da moldura.

A moldura branca, com acabamento lixado, e o paspatur vermelho, valorizaram a página do calendário.

Os pega-moças foram trazidos da viagem à Amazônia.

Mesmo com tanta diversidade, conseguimos manter a harmonia, usando cores quentes em paspaturs e molduras.

A ilustração com tema botânico do ilustrador Jarbas. A flor da bromélia deu o tom do paspatur.

A bola pintada à mão, vinda de Cancún, foi colada num fundo branco e emoldurada.

A ilustração dos ursos polares, também é do calendário de arte Inuit, e ganhou moldura de um amarelo bem forte.

E a águia, do mesmo calendário, ganhou a mesma moldura branca lixada, com paspatur laranja.

O gondoleiro articulado, feito em madeira, foi trazido de Veneza.

A linda ilustração da Sakura, a cerejeira japonesa, foi presente e ganhou um paspatur dourado, com moldura envelhecida e delicada.

As cores vivas do Kikoy estão nesta parede também.

As bonequinhas de cerâmica, com perninhas soltas, fazem barulho, como sinos. Esta é de Playa del Carmen, e tem trancinhas de fio.

A verde e a laranja são de Cancún.

O cartão virou quadro. Da Nova Zelândia, representa um kiwi, animal típico da ilha, esculpido em osso.

E a borboleta Morpho, recordação de infância, ganhou moldura nova.

Ainda inventei um móbile, com as outras bolas pintadas à mão que eles trouxeram de Cancún, mas não fiquei muito satisfeita com o resultado. Ele está no hall de entrada do andar superior, onde ficam os quartos.

Usei um bastidor, que pintei de vermelho como base, e fio encerado pra pendurar as bolas. No centro, presa com fio de nylon, uma piñata de cerâmica.

As bolas são lindas, e as cores vibrantes, mas o móbile não me convenceu.

E foi assim que deixamos a casa dessa família cheia de cores e de lembranças!!!

:)

o quarto dos passarinhos

Comentários 28 Padrão

Este foi o primeiro quarto de bebê que decorei na vida.

Naquela época não me passou pela cabeça pesquisar outros quartos de bebê na internet, veja só como as coisas mudam.

Mas eu já estava encantada por passarinhos e silhuetas de árvores e fiz pesquisas e mais pesquisas de imagens das duas coisas, até que encontrei a árvore perfeita e os passarinhos perfeitos.

Eu já sabia a paleta de cores que queria usar: rosa bebê, azul bebê, marrom e creme. Acho que fica lindo usar azul pra quarto de menina.

Então eu fui pro computador, juntei a árvore linda com os passarinhos lindos, desenhei as casinhas e uns passarinhos voando e estava pronta a idéia central.

Depois disso adaptei alguns pedaços do desenho pra aplicar na cabeceira do protetor de berço e nas almofadas.

Lembrei também de um molde de passarinhos de tecido que tinha num livro, e que achei que iam ficar bem lindos nas cortinas, no lustre e em todos os cantos do quarto.

Com tudo isso, fui em busca de alguém que costurasse minhas idéias e o resultado ficou muito lindo.

A luz natural do quarto é maravilhosa e tem uma vista linda para a copa das árvores.

As paredes foram pintadas de creme bem clarinho.

O armário e a cômoda com trocador.

O adesivo era bem clarinho de propósito, porque eu queria ele do tamanho de uma árvore mesmo, então achei melhor não usar cores fortes pra não ficar over.

Ó uma das almofadas aplicadas, a árvore da família, e no abajour, tá vendo que tem um passarinho também?

Os penduricos da cortina ficaram muito lindos com os passarinhos de tecido. A gaiola também ganhou uns piu-pius.

O protetor de berço, super delicado.

As casinhas eu pintei e escrevi o nome de alguns dos passarinhos: tico-tico, sabiá, joão de barro e pica-pau.

Mais detalhes.

Os passarinhos que sobraram foram parar dentro da cesta de piquenique. :)

Então, gostaram? É bem doce e romântico, né?

Este quarto fez muito sucesso e continua sendo muito copiado!

Foi através dessa decoração que eu entrei nesse universo incrível de ambientes e festas craft. Então tenho um carinho muito grande por esse projeto.

:)