o primeiro aniversário do pedroca

Comments 8 Padrão

Ando sumidona, né? Eu sei. Está difícil organizar o tempo.

Abril sempre é um mês muito corridão pra mim, e esse ano está sendo ainda mais.

Hoje eu separei um tempo pra vir mostrar mais uma das encomendas que andei fazendo, e pra aproveitar e responder algumas perguntas que tem se repetido nos comentários e emails e que tem ficado sem resposta.

Eu não tenho respondido orçamentos porque os preços que eu pratiquei no primeiro semestre não estão funcionando pra mim.

Claro que as encomendas que eu assumi até Junho serão atendidas pelo preço combinado, mas a partir de Agosto os preços vão mudar.

Só que eu preciso de tempo pra calcular e repensar os preços e a forma de atender aos pedidos, então, peço paciência.

Também preciso dizer que meu segundo semestre está bem conturbado e terei poucas vagas para pedidos. Bem pouquinhas mesmo, tá?

Em breve eu venho dar detalhes, e divulgar a data de abertura para os pedidos do segundo semestre. Vamos ver quando eu vou conseguir organizar tudo por aqui.

Mas, como eu preciso voltar pro trabalho correndo, vou parar de enrolar e mostrar pra vocês as peças que eu fiz pra comemorar o primeiro aniversário do Pedro, filhote da Lívia, do Espírito Santo.

A festinha do Pedroca não teve um tema específico, então eu trabalhei com cores (azul, vermelho, branco e preto) e estampas, e com as charmosas bandeirinhas.

Ela me pediu o convite digital + versão em PDF para impressão.

convite do pedroPara o banner, eu usei uma camada feita de leque de papel, que deu um volume muito legal e projetou bastante as letras. Achei lindão.

pedroca06

pedroca08

pedroca05

pedroca09

pedroca07Também fiz 1,7 metro de mini bandeirinhas pra Lívia usar na frente da mesa principal.

pedroca02

pedroca03

pedroca01 E as letras tridimensionais, que ficaram lindas com essas cores e estampas.

pedroca16

pedroca15

pedroca11

pedroca12Para o bolo, fiz bandeirinhas também.

pedroca17

pedroca18

pedroca19E tags, muitas e muitas tags, todas usando como base um pequeno leque de papel também.

pedroca36

pedroca37

pedroca35

pedroca33

pedroca34

pedroca27

pedroca24

pedroca28

pedroca23 E claro que não podiam faltar os carimbos! :)

pedroca41

pedroca42

pedroca43A festa do Pedro é no próximo sábado, e pela dedicação que a Lívia está colocando nesse evento, eu acho que será tudo muito lindo!

Tomara que ela envie fotos! :)

Bem, vou lá trabalhar que estou mega atrasada.

Quando der eu volto, tá?

Lahna :)

 

obrigada e um texto sobre o que vale a pena

Comments 10 Padrão

Obrigada!

Por todo carinho e todos os elogios enviados nesta semana!

Fico muito feliz com essa resposta, obrigada!

Eu recebi muitos e-mails pedindo informações e orçamentos nesses dias, e prometo que vou responder a todos, mas primeiro tenho que terminar os projetos que estão em andamento, então peço um pouquinho de paciência. :)

Pra encerrar essa semana, que foi tão legal, eu queria deixar um texto muito lindo, que minha mami me mandou hoje.

Esse texto, que o Renato Essenfelder publicou, no última dia 17 pra sua filha que acabara de completar dez anos, me emocionou muito, muito.

E eu queria dividir com vocês, pessoas tão queridas que me acompanham aqui.

Não é um texto pra quem tem filhos, é um texto pra todo mundo. Um texto sobre prioridades, escolhas e valores.

Eu sempre estou tentando ensinar aos meus filhos sobre as coisas realmente importantes da vida, e às vezes acho tão difícil colocar em palavras quais são essas coisas e explicá-las para as crianças, mas ele fez isso tão bem, e com tanta poesia, que tocou a mim também, e me fez rever a minha vida e as minhas escolhas.

E eu gostaria que vocês também pudessem ler e sentir isso. :)

“Conselhos para uma menina de dez anos (e para mim).

Filha, você está com 10 anos agora. Que idade bonita. Não é nem muito criança nem grande demais para se fechar em si mesma. Os mistérios do mundo continuam aí, à sua frente, e você ainda é sensível a eles.

Continua no ar a magia das assombrações, a magia que não tocamos nem vemos, mas que se percebe ao nosso redor. Continua o medo do escuro, e você correndo para a minha cama antes que eu possa impedir. Tem ainda fresca a tela infinitamente colorida da imaginação, mas também já descobriu a pequenina e poderosa lâmpada da razão, sabe onde está a luz do livre pensar. Já sabe respirar fundo e atravessar a rua – a rua, filha, tão assustadora rua, que parecia infinita e intransponível ainda ontem, mas que logo você vai dominar. Dá os primeiros passos no teu próprio caminho.

Queria te dizer umas palavras, filha, e registrá-las aqui para que não possam nunca se perder. Guarde com você, de todas as formas. Mesmo quando brigarmos, quando amar e odiar tudo misturado ao mesmo tempo – a mim e ao mundo –, quando o horizonte se alargar até sangrar a vista e você chorar diante de tantas opções que não acabam nunca: tenha estas palavras perto de você.

 ***

Eu queria dizer o óbvio, filha, porque pouca gente enxerga ou diz o óbvio hoje em dia, e é importante lembrarmos das pequenas coisas. Eu queria que você cultivasse a vida inteira muito bom senso, inclusive para me contrariar. Isso resolverá mais da metade dos teus conflitos. Um pouco de bom senso (equilíbrio e capacidade de se colocar no lugar dos outros) antes de falar, agir, condenar, e você terá mais paz em tudo.

Pense que para tudo na vida existe um caminho do meio, e que no meio do caminho é normal a gente fraquejar. Mas nós seguimos, filha, porque é o certo a fazer – ainda que sigamos por outro caminho, porque não há problema em mudar de ideia ou de caminho. E em tudo o que fazemos nos doamos. Você não deve entrar em nenhum projeto sem se dedicar a ele. Jamais peça para assinar trabalhos dos outros na escola. Também não cole nas provas, não ceda.

As provas são quase sempre meio bobas, filha. As provas de matemática, português, todas elas. Eu quero que você tire dez em todas, é claro, mas sobretudo quero que você seja feliz, e que tire dez na vida. Os prêmios, filha, aqueles de bom comportamento, ou a opinião boba dos outros, elogios de quem mal te conhece, essas coisas não valem quase nada. Esteja em paz consigo, goste de quem você é, orgulhe-se de si, e não de coisas circunstanciais como uma nota ou um desenho ou o elogio de um estranho, e você vai ser bem mais feliz.

Todo o mundo o tempo inteiro vai tentar te seduzir para a mediocridade, como se houvesse uma grande seita de mediocridade no mundo. Agradeça e recuse. Procure ser grande, e não importa se está servindo mesas – há uns anos você me disse que queria ser garçonete, e brincava de me servir o café da manhã com carinho e presteza – ou se está pesquisando a cura do câncer. Seja grande no seu mundo, ainda que o seu mundo seja pequeno. Isso não tem importância.

Mas o que eu queria dizer mesmo é isto: o melhor da vida é a vida. Pode parecer uma bobagem, e perdoe a redundância. O melhor da vida é a vida, é tudo o que está vivo, Alice. Quando eu digo isso, digo que você não se aborreça nem encante com objetos. Nada do que não tem vida merece muita estima: nem roupas nem sapatos nem carros nem pianos nem a mobília que o cachorro arranhou nem as bonecas da Monster High. O mundo tem milhões de Draculauras. Elas estão todas reluzindo em suas caixinhas de plástico e papel. Mas a Draculaura é só um pedaço de plástico bonito, filha, e, a não ser que esses objetos nos remetam a pessoas e memórias especiais, eles são bobos.

O melhor da vida são os seres vivos, trate-os bem. Estou falando das suas amigas, da família, mas também dos cachorros e animaizinhos e das plantas, daquelas flores do jardim – brigamos quando você as amassou, lembra? Cuide de tudo o que tem vida. Você pode ter todas as bonecas do mundo e não curtir mais do que um sorvete comigo à tarde. Não tem nada melhor do que tomar sorvete contigo à tarde (e é por isso que quando amassaram o carro novo ou quando roubaram o antigo eu não me importei muito, nem quando o cachorro destruiu aqueles chinelos nem quando quebramos os copos; essas coisas não têm vida, e, mesmo que sejam caras, estão mortas. Ninguém deve chorar um relógio perdido).

Trate bem as pessoas. Se você puder ajudar alguém, ajude. Às vezes um gesto que não lhe custa muito pode mudar a vida de alguém. Eu passei muitas vezes por isso, indicando alunos para trabalhos, conversando com escritores iniciantes, ouvindo desabafos. São coisas que não me custaram muito – às vezes, menos de dois minutos. Mas, em alguns casos, fizeram muita diferença. Ajude, se puder.

Mas também não se sacrifique demais, isso não é bom.

Ponha-se em primeiro lugar, sempre, no sentido de procurar estar bem antes de fazer o bem. Alguns vão torcer o nariz e podem dizer que isso é egoísmo, mas não ligue. Lembra das instruções do avião? (Tenho tanto orgulho de você voando sozinha para me ver, vencendo o medo.) Eles dizem que, se caírem máscaras de oxigênio do teto, você deve pôr a sua antes de ajudar a pessoa ao seu lado. Eu quero que você seja assim na vida: quando faltar ar, cuide primeiro da sua reserva, e depois imediatamente faça tudo o que puder para ajudar as pessoas à volta. Sem o seu próprio ar você desmaia, filha, e não ajuda ninguém.

E lembre-se: seja gentil. O mundo não será gentil com você. Ele vai bater, atropelar, esmagar sem que você se dê conta (até que esteja caída). Você não precisa revidar à altura, não precisa quebrar a cara do mundo – até porque isso é impossível, ele é muito grande e disforme, e você é só uma garota. Mas você vai levantar, sempre. Você sempre vai levantar, não importa a altura do tombo, e vai seguir em frente sem confundir o buraco com o chão, a parede com o horizonte. Não ache que o mundo é horrível porque há tantos horrores nele. Não perca a perspectiva das coisas. Um dia é só um dia, e você terá uma vida longa pela frente. Aprenda com seus erros e siga adiante.

Não se preocupe, também, se não alcançar o pico da montanha. Não se cobre demais, não se exija demasiado. Não seja nem medíocre nem paranóica. Dê o seu melhor e vá descansar. É justo.

Nos intervalos, leia muito. Literatura, filha, romances desses em que vivo enfiado. Você nem imagina como isso fará diferença na sua vida. Não para passar numa prova, mas para encarar um namorado, um desafio, medo e dúvida, o mundo, o tudo.

Esqueça “certo” e “errado”. Não sinta culpa por mais de um dia. Viva com amor e alegria, seja justa e equilibrada (jamais “boazinha”). Não tome carona com pessoas embriagadas – teu tio quase morreu nessas – não use drogas, cuida do teu corpo e cabeça, não faça nada estúpido para se enturmar com pessoas estúpidas. (Lembre: bom senso.)

Não é só do alto da montanha que a vista é bonita. Desde o chão a gente pode achar flores – lembra como achamos pequenas flores, trevos de quatro folhas, gatos escondidos sob carros, cachorros vadios, pedras bonitas, perfumes e pássaros num simples passeio pela quadra?

A vista é bonita durante boa parte da caminhada. Se não for, transforme-a. Se não puder, apresse o passo. Chore, se for preciso, e não tenha vergonha disso. Só não fique parada. Cultive o seu jardim.

Seja otimista, porque no fim tudo dá certo, sempre. Se as coisas não parecem ainda certas é porque você ainda está no meio do caminho, e não no fim.

Seja otimista, mas não esqueça de cultivar o seu jardim.”

Desejo um lindo final de semana pra vocês, cercados do que é mais importante nessa vida.

Lahna :)

passarinhos para júlia

Comments 18 Padrão

A Thaisa foi uma das primeiras pessoas que me escreveu no dia em que divulguei o e-mail para orçamentos.

Ela queria decorar a festa de 1 aninho da filhotinha Júlia, que acontece em alguns dias.

E o tema que ela escolheu foi passarinhos.

Eu amei o tema. Amo passarinhos. Quem lembra do primeiro quarto de bebê que decorei? :)

Muito já foi feito sobre passarinhos, mas eu resolvi desenhar passarinhos novos em folha pra Jujuba. E assim fiz, lápis e papel na mão, até ficar satisfeita com o resultado.

Além disso, a Thaisa me deixou livre pra escolher as cores, e quando saí pra comprar os mateirais do projeto vi uma paleta de cores que amei, e que tinha tudo a ver com passarinhos.

E olha só que coisinha mais delicada que ficou esse projeto:

passarinhos 03Tags com acabamento em barbante.

passarinhos 02

passarinhos 01Tags com acabamento em fita dupla face:

passarinhos 11Tags com acabamento em palito:

passarinhos 06

passarinhos 04

passarinhos 09

passarinhos 10

passarinhos 08Cake toppers:

passarinhos 20

passarinhos 21Chapeuzinho da aniversariante:

passarinhos 14

passarinhos 17

passarinhos 16Chapeuzinhos dos convidados:

passarinhos 19

passarinhos 18Número tridimensional:

passarinhos 12

passarinhos 13Leques de papel:

passarinhos 22

passarinhos 23

passarinhos 24

passarinhos 26

passarinhos 25

passarinhos 27Carimbos artesanais:

passarinhos 28

passarinhos 29E essa encomenda partiu pra Teresina, no Piauí! E ainda vai demorar uns dias pra chegar. :)

Sei que a Thaisa está super ansiosa pra receber sua caixa, e fico torcendo muito pra ela abrir um sorrisão quando tirar os papéis e encontrar tantos passarinhos delicados pra alegrar a festa da Júlia. :)

E foi isso que eu fiz até agora. :) Isso e algumas outras coisiquinhas pequenas que não tenho autorização pra mostrar. Mas o principal eu postei esta semana.

Agora estou trabalhando em outra festa de 1 aninho, mas dessa vez do Pedroca. Quando estiver pronta, eu mostro pra vocês, tá?

E assim que der, volto pra bater mais um papinho. :)

Até,
Lahna :)

um quadrinho para a tharine

Comments 11 Padrão

A Tharine me pediu um quadrinho pra colocar na porta do seu apê.

Um quadrinho com uma frase que – como todo mundo que lê este bloguito já sabe – eu adoro.

Home is where your heart is” ou, em tradução livre, “Lar é onde está seu coração”.

Fiquei feliz, feliz com a encomenda, mas também fiquei preocupada. Porque eu não queria que fosse só mais um quadrinho com essa frase (sim, porque tem tantos, né?).

Não queria que fosse genérico, que a Tharine pudesse ter comprado ele numa lojinha qualquer. Queria que fosse dela e da sua família.

Então eu perguntei um pouco sobre ela, o marido e a filhotinha. Perguntei sobre o estilo de vida deles, sobre o que mais gostam de fazer quando estão em casa e sobre suas paixões.

E assim eu conheci um pouco mais sobre eles, e descobri que são apaixonados pela França e por criar e recriar receitas gostosas na cozinha.

E aí pronto, a inspiração veio!

trabalhos 25No topo usei quatro raminhos de lavanda, a linda flor que cresce na região da Provence, para representar a França,  e na base usei dois galhinhos de alecrim, que é um dos temperos de mais forte personalidade da gastronomia, pra representar a paixão da família pela culinária.

trabalhos 26Foi um dos trabalhos mais complexos que fiz até hoje, primeiro pra conseguir cortar, achar a profundidade certa da lâmina, a densidade certa do papel, e segundo pra colar os galhinhos com detalhes tão pequenos com a fita de alto relevo.

trabalhos 27Mas ficou tão lindo que valeu a pena cada pedaço de papel detonado pela máquina e cada hora gasta colando micro pedacinhos de fita com a pinça. :)

trabalhos 28E como a Tharine e eu somos conterrâneas, e não precisaria enviar a encomenda pelos Correios, ela pediu que eu também colocasse a moldura no quadrinho pra ela.

E eu escolhi uma moldurinha de pátina branca, pra combinar com o clima provençal do quadro.

trabalhos 29E assim, a encomenda partiu pra deixar a porta do apê da Tharine mais feliz. :)

trabalhos 30Eu amei o resultado. Adoro quem conhece e cultiva suas paixões. É sempre muito inspirador pra mim, trabalhar com pessoas assim.

Como eu disse, eu tenho tido muita sorte até agora, com as pessoas que me contrataram. :)

E amanhã vou mostrar pra vocês a festa que fiz pra pequena Júlia. Acho que é a festa mais delicada que já fiz. Linda, linda.

Até.

Lahna :)

 

bichinhos do mar para o biel

Comments 7 Padrão

Então, vou mostrar  mais um pouquinho do que tenho feito por aqui nesses dias.

O pedido da Júlia era de apenas alguns carimbinhos pra festa do Biel, e por isso eu consegui encaixá-lo entre outras encomendas.

O Biel fez 1 aninho ontem, e a festinha dele teve como tema Fundo do Mar.

Então criei alguns bichinhos e uma alga marinha pra eles.

Uma pena só que eu não tinha as carimbeiras das cores certas pra testar em casa (o caranguejo seria vermelho, o cavalo marinho laranja e a alga e a tartaruga seriam verdinhos), mas mesmo assim, dá pra ter uma ideia de como ficou:

trabalhos 14

trabalhos 15Eles partiram direto para o Rio de Janeiro, e chegaram bem rapidinho, mesmo com a greve dos Correios.

trabalhos 16Ainda não sei o que a Júlia inventou com os carimbinhos, estou bem curiosa pra ver. :)

Só lembrando que, no caso de uma encomenda só de carimbos, o preço deles é bem maior do que o dos carimbos incluídos em pedidos maiores, de festas com papelaria. Isso acontece porque preciso desenvolver a arte de qualquer forma, e o custo de criação acaba concentrado em um só produto, ao invés de ser diluído em vários. Ok?

Amanhã mostro pra vocês um quadrinho lindo, que criei pra uma pequena família, muito querida!

Até!

Lahna :)