é carnaval!

Comentários 15 Padrão

O blog está em ritmo de carnaval! :)

Quem lê este bloguito há algum tempo, deve lembrar que eu costumava postar fotos das fantasias que inventava para os filhotes no carnaval, mas estes posts não estão mais aqui.

E esse ano recebi muitos emails pedindo pra mandar as fotos das fantasias de médico, galinha e dinossauro que fiz em 2012 e 2013, para que as leitoras pudessem recriá-las em suas casas, para seus pequenos.

Então eu resolvi postar as fotos novamente, mas além de republicar as imagens dos anos anteriores, vou mostrar pra vocês as fantasias que fiz ontem, pra eles usarem hoje na festinha da escola.

A pequena decidiu que queria uma fantasia de coração.

fantasias52Com E.V.A, botões. e cola para artesanato eu fiz um coletinho em forma de coração.

fantasias62E também com E.V.A. e limpadores de cachimbo, inventei uma tiara com anteninhas de coração, que juntando com a peruca rosa e os óculos ficaram bem bacaninhas.

fantasias46

fantasias45Já meu filhote queria algo do Angry Birds (esse menino adora um personagem…), mas ele queria ser MALVADOOOO (que ele fala com voz de malvadão), então fomos de Rei Porco.

fantasias49Fiz os apliques na camiseta com feltro e papel termocolante.

fantasias60Pintei o cabelo dele de verde, com aqueles sprays, e fiz um arquinho com as orelhas do porquinho e a coroa em feltro.

fantasias61E ele usou suas boas e velhas pantufas de dino, que ele ama.

fantasias48Os dois foram felizes da vida pra festinha, com seus pedidos atendidos. E eu fiquei bem feliz com o resultado! :)

E as fantasias antigas, quem lembra?

Minha doutora fez o maior sucesso em 2012, com a fantasia mais barata de todos os tempos (ou pelo menos uma das mais baratas).

Uma camiseta e uma caneta para tecido, foi tudo o que comprei. E o kit de médico ela já tinha.

fantasias 13

fantasias 08

fantasias 33

fantasias 07Em 2013 eu fiz as fantasias com os materiais que encontrei na praia, pois estava passando uns dias no litoral quando soube que haveria a festinha.

O resultado foi muito legal, são minhas duas fantasias preferidas.

Meu “dunossauro”, feito com uma touca, um body, um macarrão de piscina e várias esponjas. :)

fantasias 10

fantasias 11

fantasias 05E novamente a pantufa de dino. :)

fantasias 32E minha galinha vermelha (que era pra ser branca, mas só achei boá dessa cor) feita com um body, dois boás, feltro e luvas de usa doméstico (para os pés).

fantasias 17

fantasias 15

fantasias 36Vale lembrar que as duas últimas não foram ideias minhas, eu achei inspiração pra ambas no Pinterest na época.

Fico bem feliz por eles curtirem tanto usar fantasias, porque eu adoro fazê-las. :)

E hoje o lanchinho da escola também foi temático, feito super às pressas, porque demoramos muito tempo na produção dos foliões.

fantasias63Aliás, no Instagram você pode acompanhar os lanchinhos com a tag #lanchinhoscomamor, ou seguir o Instagram do blog casacomamor :)

Espero que o carnaval seja super animado poraí também!

Boa folia!

Lahna :)

a festa pirata na escola

Comentários 103 Padrão

Então, continuando a série de posts de festas de aniversário de criança, hoje é a vez de mais uma festinha de escola, desta vez com tema pirata.

Essa festa foi feita para uma duplinha de aniversariantes, um menino e uma menina.

A ideia da festa partiu da garotinha, e me inspirou de imediato.

Tive muitas ideias mas precisei editar bastante, já que em festa de escola não dá pra levar muitas coisas e a gente tem pouco tempo pra ajeitar tudo, então tem que estar tudo pronto e ser tranquilo pra transportar e montar.

Mas mesmo assim deu pra fazer muitas coisas super legais.

Este foi o convite. Fiz dois piratinhas loiros, porque os aniversariantes são loirinhos, e resolvi usar azul claro também, ao invés de só vermelho, preto e branco.

festa pirata 28

Além disso, usei textura de madeira antiga em praticamente todo o material, e adorei o efeito!

Fiz bauzinhos do tesouro, um pra cada convidado, e enchi de moedas de chocolate.

festa pirata 01

festa pirata 02

Também fiz navios pirata, para substituir as marmitinhas.

festa pirata 05

Os navios foram os preferidos das crianças (e os meus também).

festa pirata 04

festa pirata 06

Fiz tags para cupcakes, em quatro versões diferentes.

festa pirata 10

festa pirata 11

Eu amei os piratinhas, mas apaixonei pelo meu papagaio de pirata. :)

festa pirata 09

Os convidados ganharam chapeuzinhos pretos simples com tag de caveira.

festa pirata 07

festa pirata 08

E os aniversariantes ganharam chapéus especiais de pirata e tapa-olhos.

festa pirata 15

Também fiz sucos pirata.

festa pirata 12

festa pirata 13

festa pirata 14

E o saquinho de lembrancinhas:

festa pirata 17

festa pirata 20

festa pirata 18

Dentro da sacolinha havia um tapa olho, alguns adesivos e pirulitos pirata. A princípio o baú do tesouro seria uma lembrancinha também, mas dentro do saquinho ele iria abrir e derramar as moedas, então optei por colocá-lo na mesa.

festa pirata 22

Ah, também fiz moedas de ouro pra colocar sobre a toalha de mesa:

festa pirata 23

festa pirata 24

festa pirata 25

E roupinha pra combinar com a festa.

festa pirata 29

E tudo pronto ficou assim:

festa pirata 35

Achei legal que a toalha de mesa azul parecia um “mar” para os naviozinhos.

festa pirata 34

O kit de cada aluno:

festa pirata 30

festa pirata 36

Dentro do navio os salgados e docinhos.

festa pirata 31

Um mini cupcake para cada um.

festa pirata 32

O tesouro de moedas de chocolate.

festa pirata 33

E os balões de caveira.

festa pirata 37

Então, não é um tema super bacana?

E fez muito sucesso com os pequenos, viu?

Então, agora ficou faltando só uma festa pra postar dessa última chuva de festas. E é a minha preferida das quatro, ficou linda, linda, só que são muitas fotos, então preciso de tempo pra postar.

Mas vou tentar fazer isso logo, ok?

Ah, e também fotografei a receita do cachorro quente “gourmet”, e postarei logo.

E tenho mais um montão de novidades pra postar, só me falta um computador e tempo! ;)

Em breve volto com tudo isso.

Boa semana curtinha!

Lahna :)

a saga dos pompons – parte II

Comentários 11 Padrão

Então, dá pra ver que eu estou com “pompom fever”, né?

Logo que comecei a procurar inspiração pros quartos que estou decorando, me deparei com um tutorial de pompom feito com malha de camisetas velhas, neste blog.

Fiquei encantada, achei tão lindo que decidi fazer uns 5 desses pra pendurar no quarto da menina.

Como eu não tinha camisetas velhas sem estampa e nas cores do quarto, fui numa lojinha chamada Mundo das Malhas e comprei malha em metro. Faz tempo, então não lembro quanto paguei.

Semana passada resolvi fazer o tal pompom.

Gente, que coisa mais pentelha.

Pra começar, a malha que eu comprei não é nenhum pouquinho elástica, o que com certeza facilitaria muito o processo todo. Mas mesmo assim, vocês sabem como a malha das camisetas americanas é bem mais grossa que a nossa malha, né? Então, isso faz TODA a diferença.

Eu até comecei a fotografar pra fazer um tutorial em português, de tão animada que estava com o projeto. Olha só:

Primeiro você tem que recortar os círculos no papelão. Foi só nessa hora, quando fui converter as medidas do tutorial de polegadas pra centímetros que me toquei que o pompom da mulher lá é pequenininho.

Foi aí que começou a cacaca, quando resolvi tentar fazer maior do que o indicado no tutorial.

Depois precisa recortar a malha em tiras de mais ou menos 2 cm, o que é muito, muito chato de fazer, pq essa malha é muito difícil de cortar em linha reta (para minhas habilidades, pelo menos).

Cortei um monte de malha, achando que seria suficiente. Ha ha ha… tive que cortar mais dois montes e meio de malha ainda, sério, muito tempo cortando malha.

Daí você enrola as tiras de malha nos círculos, mas gente, as pontas soltam e complicam totalmente a sua vida.

Quando finalmente terminei uma camada, já estava de saco cheio. E aí que eu li que precisava de 3 camadas de malha pra fazer o amado pompom.

Bem, depois de mais duas camadas de malha e menos duas toneladas de paciência, começou a próxima etapa, e também meu inferno.

Eu suei tanto, mas tanto pra cortar as bordas entre os dois malditos círculos de papelão, que quase desisti 300 vezes no meio do caminho. Juro que a única coisa que me motivou a continuar foi o tempo que eu tinha perdido cortando a droga das tiras de malha.

O treco foi tão complicado, mas tão complicado de fazer que eu esqueci completamente de fotografar todos os passos seguintes pra poder fazer o passo a passo.

Quando terminei de cortar as bordas, com a mão doída pra caramba de tanto forçar a tesoura, dei um bom corte de cabelo no pompom pra tirar as pontas maiores, e mesmo assim o resultado ficou só razoável.

Pra vocês terem idéia, meu marido disse que parecia um esfregão. Depois ele disse que parecia aqueles tapetes pobrinhos… mereço.

Tão feinho ficou o bichinho que também não tirei foto dele pronto. Ficou jogado aqui na minha mesa, me olhando, coitado.

Assim que terminei de fazer, desisti de fazer os outros 4. Até porque não tinha o efeito que eu queria pro quarto, e porque eu não teria paciência de jeito nenhum pra fazer nem mais meio pompom.

Daí uns três dias depois, eu olhei aquele pompom, pensei em todo o trabalho que ele tinha me dado e resolvi fazer uma tosa de verão nele. Passei a tesoura sem dó. Diminuí uns 4 números no manequim dele, e no fim das contas ele ficou bem simpático e eu fiquei bem feliz por não ter sido tudo em vão.

Mas é filho único, de mãe com ligadura não reversível.

Olha só como ele ficou depois do corte:

Não é lindo e fofo igual ao da mulher que criou o tutorial, mas ficou bem bacaninha, né não?

Quer ver onde ele foi parar?

Então aguarde. Em breve num blog perto de você.

:)