o emaranhado (o projeto 3 de 3)

Comentários 16 Padrão

Então vamos ao último projeto do quarto que estou decorando para um bebê muito especial, o projeto 3 de 3.

Desde que a inspiração surgiu, eu sempre soube que este projeto estaria no quarto.

E eu gostei muito do resultado, ficou exatamente como eu esperava.

Mas o emaranhado, como eu o chamo carinhosamente, é polêmico já que muita gente acha este elemento exagerado…

O fato é que é over sim, mas ele é feito pra ser over. E eu acho que como a composição do quarto ficou bem harmônica, cabe um elemento mais exagerado.

Vou mostrar a inspiração:

Não são lindos esses emaranhados?

Então fizemos algo bem similar. Pena que não encontrei esse tipo de lanterna de papel aqui no Brasil, usei as ching-lings mesmo, mas ficou bacana.

E além das lanternas, fiz 7 pompons de papel de seda, de cores e tamanhos diferentes, olha só:

E o toque final ficou por conta dos círculos de papel canson coloridos.

Eu esqueci de tirar fotos deles depois que já estavam costurados formando o lindo filete de círculos azuis e verdes, mas aqui vão eles cortadinhos:

E é isso!

Fico super curiosa pra saber se vocês vão gostar deste elemento no quarto.

Aliás, já fotografei o quarto prontinho, e agora só preciso selecionar as fotos pra postar aqui. Desta semana não passa, prometo!

E ainda tem mais coisas legais pra postar, mas uma coisa de cada vez, né?

:)

a saga dos pompons – parte II

Comentários 11 Padrão

Então, dá pra ver que eu estou com “pompom fever”, né?

Logo que comecei a procurar inspiração pros quartos que estou decorando, me deparei com um tutorial de pompom feito com malha de camisetas velhas, neste blog.

Fiquei encantada, achei tão lindo que decidi fazer uns 5 desses pra pendurar no quarto da menina.

Como eu não tinha camisetas velhas sem estampa e nas cores do quarto, fui numa lojinha chamada Mundo das Malhas e comprei malha em metro. Faz tempo, então não lembro quanto paguei.

Semana passada resolvi fazer o tal pompom.

Gente, que coisa mais pentelha.

Pra começar, a malha que eu comprei não é nenhum pouquinho elástica, o que com certeza facilitaria muito o processo todo. Mas mesmo assim, vocês sabem como a malha das camisetas americanas é bem mais grossa que a nossa malha, né? Então, isso faz TODA a diferença.

Eu até comecei a fotografar pra fazer um tutorial em português, de tão animada que estava com o projeto. Olha só:

Primeiro você tem que recortar os círculos no papelão. Foi só nessa hora, quando fui converter as medidas do tutorial de polegadas pra centímetros que me toquei que o pompom da mulher lá é pequenininho.

Foi aí que começou a cacaca, quando resolvi tentar fazer maior do que o indicado no tutorial.

Depois precisa recortar a malha em tiras de mais ou menos 2 cm, o que é muito, muito chato de fazer, pq essa malha é muito difícil de cortar em linha reta (para minhas habilidades, pelo menos).

Cortei um monte de malha, achando que seria suficiente. Ha ha ha… tive que cortar mais dois montes e meio de malha ainda, sério, muito tempo cortando malha.

Daí você enrola as tiras de malha nos círculos, mas gente, as pontas soltam e complicam totalmente a sua vida.

Quando finalmente terminei uma camada, já estava de saco cheio. E aí que eu li que precisava de 3 camadas de malha pra fazer o amado pompom.

Bem, depois de mais duas camadas de malha e menos duas toneladas de paciência, começou a próxima etapa, e também meu inferno.

Eu suei tanto, mas tanto pra cortar as bordas entre os dois malditos círculos de papelão, que quase desisti 300 vezes no meio do caminho. Juro que a única coisa que me motivou a continuar foi o tempo que eu tinha perdido cortando a droga das tiras de malha.

O treco foi tão complicado, mas tão complicado de fazer que eu esqueci completamente de fotografar todos os passos seguintes pra poder fazer o passo a passo.

Quando terminei de cortar as bordas, com a mão doída pra caramba de tanto forçar a tesoura, dei um bom corte de cabelo no pompom pra tirar as pontas maiores, e mesmo assim o resultado ficou só razoável.

Pra vocês terem idéia, meu marido disse que parecia um esfregão. Depois ele disse que parecia aqueles tapetes pobrinhos… mereço.

Tão feinho ficou o bichinho que também não tirei foto dele pronto. Ficou jogado aqui na minha mesa, me olhando, coitado.

Assim que terminei de fazer, desisti de fazer os outros 4. Até porque não tinha o efeito que eu queria pro quarto, e porque eu não teria paciência de jeito nenhum pra fazer nem mais meio pompom.

Daí uns três dias depois, eu olhei aquele pompom, pensei em todo o trabalho que ele tinha me dado e resolvi fazer uma tosa de verão nele. Passei a tesoura sem dó. Diminuí uns 4 números no manequim dele, e no fim das contas ele ficou bem simpático e eu fiquei bem feliz por não ter sido tudo em vão.

Mas é filho único, de mãe com ligadura não reversível.

Olha só como ele ficou depois do corte:

Não é lindo e fofo igual ao da mulher que criou o tutorial, mas ficou bem bacaninha, né não?

Quer ver onde ele foi parar?

Então aguarde. Em breve num blog perto de você.

:)

a saga dos pompons – parte I

Comentários 9 Padrão

Quando eu era criança costumava passar boa parte das minhas tardes na casa de uma grande amiga.

E é incrível pensar como a gente sempre tinha algo diferente pra fazer. Ser criança é tão bom, né?

Lembro que numa tarde a mãe dela resolveu nos ensinar a fazer pompons de lã, e aquilo nos entreteu por horas e horas.

E aí, enquanto eu pensava nos elementos para o quarto que estou decorando, lembrei dos pompons e resolvi que eles fariam parte da decoração do ambiente também.

Um dia fui no armarinho e achei uns fios bem legais. Comprei alguns nas cores do quarto e trouxe pra casa pra fazer os testes.

Como queria fazer pompons bem lindos, decidi procurar uns tutoriais no YouTube, e achei vários. A maioria deles ensinava a cortar dois círculos no papelão pra servir de guia pra enrolar os fios, então foi o que eu fiz.

Primeiro, tentei fazer um pompom com o fio que eu mais gostei:

Segui os tutoriais e o resultado final foi:

Um ninho de rato, como diria minha mãe. #fail

Tentei com outro tipo de fio, menos fiapento:

E o resultado foi:

Um pomponzinho bem chinfrim. #fail também

Dos fios que eu tinha comprado, só me restava a boa e velha lã.

Então joguei fora os círculos de papelão e as super dicas dos super tutoriais que eu tinha visto e resolvi fazer pompons do mesmo jeito que aprendi naquela tarde, na casa da minha amiga.

Peguei a lã e enrolei ao redor dos quatro dedos da mão, fazendo várias camadas, até ficar bem gordinho:

Depois tirei o bolinho da mão e amarrei com um barbante, bem no meio e bem apertado, e cortei todas as extremidades:

Por fim, dei uma chacoalhada no bichinho, pra distribuir os fios, e daí aparei as pontas que ficaram maiores, pra ele ficar bem redondinho (essa parte faz uma bagunça bem grande, e um pozinho terrível pra quem tem alergia, viu?).

E não é que eles ficaram lindos? :)

E veja só, o material que precisa pra fazer esse pompom é tão simples: só lã, tesoura e barbante (ou se preferir, pode amarrar com um pedaço da própria lã mesmo).

Eu fiz vários, acho que foram mais de 20, e usei num projeto bem legal pro quarto, que venho postar logo, logo.

Mas antes volto pra mostrar outro tipo de pompom que andei tentando fazer por aqui.

Témaisver.

:)

a festinha do sol

Comentários 39 Padrão

Fiz uma festa bem linda para uma garotinha que adora o sol.

A guirlandinha ficou na porta de entrada, recepcionando os convidados.


A mesa das comidinhas.

festa aniversario sol nuvem azul amarelo you are my sunshine birthday party yellow blue pompons lanternas cupcakes bandeirinhas bandeirolas decoração faça você mesmo dyi tutorial como fazer rotulos 2 anos

Pompons e lanternas.

Cupcakes!

Achei que as tags ficaram tão lindas! :)

Então, lembram do prato de bolo que eu fiz, né? Fiquei toda feliz com meu prato de bolo redondo, e esqueci de avisar a padaria, que fez um bolo retangular (sofro)!

Mas o pior é que eu pedi o bolo sem decoração nenhuma, só com o creminho branco lisinho, porque eu tinha feito a decoração toda fofa pra colocar encima, e a padoca querida mandou um bolo cheio de enfeites de açucar, docinhos, coberturas e até frutas, e ainda num prato prateado e medonho.

Respirei fundo, tirei a maior parte da decoração (ficaram só os docinhos, que iam arruinar a cobertura se eu tirasse) e vambora que a festa tem que continuar, né?

As toalhas de mesa são de tergal, que custou R$ 3,90 o metro. Daí fiz umas bandeirinhas com papel de scrapbook e barbante pra decorar.

O banner lindo, também só com papel de scrapbook e fita de cetim. :)

E já que não tinha onde prender o banner, com as janelas e o espelho atrás da mesa (aliás, eu dispensaria fácil os espelhos do salão, não gosto de espelhos em decoração, não assim pelo menos), resolvi fazer essas varinhas cheias de fitinhas, colei com muita fita crepe nos pés da mesa e deu super certo. :)

Os enfeitinhos das mesas.

A areia amarela que tinha dentro dos potinhos foi a diversão da criançada no fim da festa.

Rótulos personalizados.

As caixinhas de lembrancinhas ficaram no balcão da entrada, que também tem um espelho (argh!).

Para os pequeninos: giz de cera, lápis de cor, bloquinho, massinha, adesivos, pirulitos e balas de goma. E para os maiorzinhos elásticos moderninhos, minhocas doidas, adesivos de unha (pras meninas) e acessórios de mágica (pro único menino maior).

Bandeirinhas feitas de fita de cetim (coladas no barbante com cola quente). Fácil de fazer e fica bem bonito.

Rosas amarelas em garrafinhas reutilizadas estavam espalhadas por todos os cantos.

E como era dia das mães, cada mamãe ganhou um mimo também.

E foi assim, e foi bem lindo.

Quase tudo ficou exatamente como eu imaginei e fiquei bem orgulhosa do resultado das minhas madrugadas craft.

:)

chapéu de aniversário

Comentários 2 Padrão

Criei chapeuzinhos para uma festa de aniversário que estou fazendo.

Comprei chapeuzinhos lisos e adesivei com o tema da festa, só no chapéu da aniversariante é que escrevi o nome dela e resolvi dar uma enfeitada. E ficou tão fofo que eu tive que me segurar muito pra não fazer a mesma coisa nos outros chapeuzinhos.

chapeu, chapeuzinho, aniversario, festa, decorado, pompom, pom-pom, franja, papel crepom, diy, tutorial, como fazer, passo a passo

O makeover do chapeuzinho é super simples: trocar o elástico por fita, fazer a franja de papel crepom e fazer o pompom de papel crepom também.

Não tirei fotos do passo a passo pra colocar aqui, mas usei este tutorial, super simples e bem fácil de entender, mesmo que você não leia inglês. É só seguir as fotos da parte que diz: Embellishment Instructions que não tem erro.

Ficou super lindo e eu só queria mesmo ter tempo de fazer pra toda criançada, mas isso vai ficar pra outra festa.

Mas se você tem tempo, que tal a idéia? É bem tranquilo de fazer e baratinho também!

:)